RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - No dia 12 de março, terça-feira, os melhores do teatro carioca estarão reunidos para a cerimônia de premiação da 31ª edição do Prêmio Shell de Teatro, um dos mais importantes da cena teatral brasileira.

Foto: reprodução

O evento será realizado no Copacabana Palace, a partir das 19h. O homenageado da noite será Aderbal Freire Filho pelo espírito livre, inovador e combativo sempre em prol do teatro brasileiro. Para conferir a lista completa de indicados, acesse este link.

Conheça os indicados à 31ª edição do Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro
1º semestre
- Dramaturgia
Mariana Lima por "CérebroCoração"
Cecilia Ripoll por "Rose"
- Direção
Rodrigo Portella por "Insetos"
Cristina Fagundes por "A vida ao lado"
- Ator
Ricardo Blat por "No meio do nada"
Leandro Santanna por “Lima entre nós - Estudo compartilhado a atualidade de Lima Barreto”
- Atriz
Amanda Acosta por "Bibi - uma vida em musical"
Mariana Lima por "CérebroCoração"
Gisele Fróes por "O imortal"
- Cenário
Beli Araújo e Cesar Augusto por "Insetos"
Dina Salem Levy por "CérebroCoração"
- Figurino
Ney Madeira e Dani Vidal por "Bibi - uma vida em musical"
Eduardo Giacomini por "Nuon"
- Iluminação
Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski por “Nuon”
Beto Bruel por "CérebroCoração"
- Música
Tato Taborda por "Utopia D"
Felipe Storino por "Vim assim que soube"
- Inovação
Espetáculo S’blood pela experiência imersiva e interdisciplinar que, através de uma instalação, permite que o espectador entre em um jogo dramatúrgico e sensorial.
Coletivo 2ª Black por criar um espaço de encontro, pesquisa, troca de saberes e apresentações de experiências cênicas de artistas negros.

2º semestre
- Dramaturgia
Confraria do Impossível por “Esperança na revolta”
Henrique Fontes e Pablo Capistrano por “A invenção do Nordeste”
Leonardo Netto por ”A ordem natural das coisas”
- Direção
André Lemos por “Esperança na revolta”
Quitéria Kelly por “A invenção do Nordeste”
- Ator
Bruce Gomlevsky por “Memórias do esquecimento”
Otto Jr. por “Tebas Land”
- Atriz
Ana Kfouri por “Uma frase para minha mãe”
Nena Inoue por “Para não morrer”
- Cenário
Doris Rollemberg por “A última aventura é a morte”
Marcelo Alvarenga por “Outros”
- Figurino
João Pimenta por “Dogville”
Maria Duarte e Márcia Pitanga por “Um tartufo”
- Iluminação
Aurélio de Simoni por “Pandora”
Elisa Tandeta por “Um tartufo”
- Música
Beà e André Lemos por “Esperança na revolta”
Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet por “Elza”
- Inovação
Mona Magalhães pela caracterização determinante para a construção da poética do espetáculo “Um tartufo”.
Ocupação Ovárias por fomentar o protagonismo estético-político das mulheres na cena carioca.

Serviço
Data: 12/03/2019
Horário: 19h
Local: Copacabana Palace, Av. Atlântica, 1702 – Copacabana, Rio de Janeiro

Fonte: Shell Brasil

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31