RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O governador Luiz Fernando Pezão, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, André Ceciliano, e o Secretário de Cultura Leandro Sampaio Monteiro estiveram, na última terça-feira (30/01), no Distrito de Arrozal, em Barra do Piraí, para a reinauguração do Casarão Cultural - Memórias do Vale do Café, do Paraíba e dos Tambores.

O projeto de restauro da sede da antiga Fazenda Sobrado, construída em 1835, levou três anos e custou cerca de R$ 2 milhões, viabilizados junto a empresas por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

O sobrado, localizado na praça principal de Arrozal, abrigou, durante o século XIX, eleições locais e eventos sociais, funcionou como teatro e até hospedou o imperador Pedro II em visita à região do Vale do Café. Exemplo da arquitetura da época, o imóvel foi tombado pelo município de Piraí em 1991. Recentemente, o Casarão se tornou ponto de cultura reconhecido pelo Ministério da Cultura. Com a reabertura, voltam a funcionar, no local, a Pastoral da Criança, com ações sociais direcionadas para a saúde, educação e cultura, capacitação e qualificação profissional dos moradores da região, a Rádio Comunitária, projetos como a Cozinha Escola e a Farmácia Fitoterápica, além de aulas de música, grupo de jongo e coral.

A nova sede terá, ainda, auditório, sala multiuso, salas de exposição, bistrô com café colonial, área externa e anfiteatro. Na solenidade dessa terça também compareceram o prefeito de Piraí, Luiz Antonio da Silva Neves, o bispo da diocese de Barra do Piraí e Volta Redonda, dom Francisco Biasin, e a irmã Elizabeth Alves, presidente da Associação dos Comunicadores de Arrozal. A expectativa é que as atividades do Casarão atraiam um público de 20 mil pessoas por mês e intensifique o turismo local.

Fonte: SEC RJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31