DISTRITO FEDERAL, Brasília - Todas as segundas-feiras do mês de novembro, chorões de todo o Brasil poderão participar de seminários online cujo objetivo é discutir as Rodas de Choro e suas formas contemporâneas

Entre violões e flautas, os eventos vão discutir temas relacionados à educação e acervos documentais, formas de transmissão, clubes e redes de profissionalização da Roda de Choro. Reunindo detentores, pesquisadores e instituições voltadas para a manifestação, o próximo evento ocorre nesta segunda-feira, dia 9 de novembro, às 19h.

O ciclo de seminários, que se iniciou no dia 2 de novembro, faz parte do processo de registro da Roda de Choro, bem que poderá se reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil – título conferido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia vinculada ao Ministério do Turismo e à Secretaria Especial de Cultura (Secult),

O Choro ou Chorinho é considerado o primeiro gênero musical popular urbano do Brasil, como destaca o Clube do Choro de Brasília no pedido de registro do bem em 2012. O ritmo teria se desenvolvido no século XIX a partir da fusão entre elementos eruditos e populares no Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil. Nesse contexto, o ritmo se tornou fator de construção da identidade cultural brasileira, o que explica a importância dessa forma de expressão e da difusão do gênero musical.

O registro da Roda de Choro
Ainda em 2019, por meio de edital de chamamento público, a Associação Cultural Amigos Museu Folclore Edison Carneiro (Acamufec) foi selecionada para conduzir a pesquisa e documentação no âmbito da instrução técnica do processo de registro do Choro. Mas, com a pandemia de Covid-19, a entidade suspendeu as atividades presenciais previstas que, em agosto, foram retomadas com reuniões online entre Iphan e as instituições proponentes. Neste mês de novembro, as reuniões são abertas à participação dos chorões, o que envolverá ainda a equipe de pesquisa, representantes do Iphan e instituições locais. Ainda nesta fase, está prevista a realização das primeiras entrevistas com detentores, por meio virtual.

“O Choro é realmente uma manifestação nacional. Desde o século XIX, estruturou toda a música brasileira, todos os ritmos que vieram depois”, avalia a cavaquinista e compositora Luciana Rabello, citando casas e grupos dedicados ao Choro em todo o Brasil, como nas capitais Brasília (DF) e Recife (PE). “É emblemático que a música mais antiga do Brasil seja a primeira a passar por um processo de registro por meio virtual”, completa ela, que também é uma das diretoras da Casa do Choro (RJ), instituição que há 20 anos atua na preservação e divulgação da manifestação.

Os objetivos do processo são, dentre outros, compreender o Choro não apenas enquanto gênero musical, mas como manifestação cultural coletiva e, ainda, identificar as relações que fazem parte e são constituídas por essa tradição musical. E, então, responder a pergunta: como é feito o Choro hoje? Ao término do processo, todas essas informações e elaborações vão compor um dossiê de registro, dois documentários audiovisuais e documentação fotográfica. Nesse ponto, o dossiê será apreciado pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, que poderá reconhecer a Roda de Choro como Patrimônio Cultural do Brasil.

Na segunda-feira, 9 de novembro, o seminário tem como tema o ensino do Choro. Com mediação de Rafael Velloso, o evento tem a participação de representantes da Escola Rafael Rabello de Brasília (DF), Instituto Ling, de Porto Alegre (RS), e do Conservatório Pernambucano de Música. Para ver a programação completa, acesse.

A Acamufec também está recebendo contribuições de chorões e participantes ativos para a pesquisa relacionada ao registro. Para participar, é necessário preencher o formulário de cadastro ou enviar os dados solicitados no formulário ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Serviço
Seminários Online 2020
Datas: 2, 9, 16, 23 e 30 de novembro, às 19h
Canal: youtube.com/cnfcpgovbr

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31