SÃO PAULO, São Paulo - Obras serão exibidas em formato online no canal do museu e na plataforma #CulturaEmCasa, entre os dias 10 e 15 de novembro. Acesso será gratuito


'Dorivando' (Foto: Marcello Gurgel)

Celebrada no mês da consciência negra, a Mostra Internacional do Cinema Negro é destaque na programação da semana do #MISemCasa, ação virtual do Museu da Imagem e do Som – Instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

A Mostra chega à sua 16º edição anual, desta vez em formato online, na plataforma digital do MIS no Vimeo, e promove a exibição de curtas, médias e longas-metragens. A abertura, dia 10 de novembro, às 19h, conta com a apresentação da cantora Fabiana Cozza e de um vídeo sobre a Mostra e os homenageados desta edição, seguidos da exibição do longa “Tem um passado no meu presente” (dir. Joel Zito Araújo, Brasil, 2017, 108′, livre).

De 11 a 14 de novembro, quarta a sábado, serão exibidos quatro programas compostos por diversos curtas e médias-metragens, além de dois longas. Todos estarão disponíveis na plataforma do MIS no Vimeo até as 23h59 do respectivo dia. No sábado, 14 de novembro, em parceria com o programa Pontos MIS – Bate-Papo de Cinema, será exibido o recente média-metragem “Vaga carne”, dirigido por Grace Passô e Ricardo Alves Júnior, seguido de bate-papo às 18h. Já no domingo, 15 de novembro, encerramento da Mostra, todos os filmes da seleção oficial ficam disponíveis durante todo o dia na plataforma. O #MISemCasa acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura.

PROGRAMAÇÃO – 16ª MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA NEGRO | VIMEO
10/11
19h – Abertura (Vídeo Fabiana Cozza + Vídeo dos Homenageados)

19h20 – Filme “Tem um passado no meu presente”

11/11
16h – Programa 1 [“Desta vez Ulisses não sairá de casa”; Maikan Pisi ‘Pata’: A Terra da Raposa ; “Som da Raça”; “Por terra, céu e mar”; “Questão de justiça” https://forms.gle/74nG5THdrZ3w6D1q7
18h – Pontos MIS – Bate-papo de cinema (canal do MIS no Youtube)

15/11
Durante todo o dia, todos os filmes da seleção oficial da Mostra ficam disponíveis no Vimeo:

Desta vez Ulisses não sairá de casa, de Rogério de Almeida; Maikan Pisi;
Pata: A Terra da Raposa, de Éder Rodrigues;
Som da Raça, de Celso Luiz Prudente; Raimunda Quebradeira, de Marcelo Silva;
Por terra céu e mar, de Hilton Ferreira Silva;
Megg a margem que migra para o centro, de Larissa Nepomuceno;
Umbigada, de Gabriela Barreto;
Retalho a memória viva de Saramandaia, de Lucio Lima;
Carnaval Brasil anos 40, de Pierre Verger e Barros Freire;
Traçados, de Rodrey Ribeiro Pantoja; Hora di Bai, de Bruno Leal;
Mariquinha no mundo da imaginação, de Constantina Xavier;
Jack Aventuras, de Renata Acioli; Aruanda, de Linduarte Noronha;
Questão de Justiça, de Celso Luiz Prudente;
Tem um passado no meu presente, de Joel Zito Araujo; Dorivando Saravá, O
Preto que Virou Mar, de Henrique Dantas;
Odò Pupa, o lugar da resistência, de Carine Fiúza;
Kiteyã Toalet Makurap – Nosso Conhecimento Makurap, de Roseline Mezacasa.

+ PROGRAMAÇÃO VIRTUAL | #MISemCasa | YouTube
09.11 | Segunda-feira | 20h | Memória do cinema – Oswaldo Massaini

O programa Memória do cinema colheu depoimentos de importantes nomes do universo cinematográfico brasileiro que são incontornáveis para a compreensão da evolução na forma de fazer cinema no Brasil e suas nuances, técnicas e gêneros. Este episódio traz o depoimento do cineasta Oswaldo Massaini. Nascido em 1920, em São Paulo, foi um dos grandes produtores e distribuidores de filmes brasileiros. Massaini iniciou sua carreira em 1950, com o filme Rua Sem Sol, assim tendo sua importância e relevância como produtor nas décadas de 50, 60 e 70. Produziu mais de 60 filmes em toda a sua trajetória. Fundador da produtora Cinedistri, ele foi o responsável por grandes títulos nacionais como Chico Fumaça, Lampião, o Rei do Cangaço, Independência ou Morte, entre outros. Além disso, com O Pagador de Promessas de Dir. de Anselmo Duarte, fez a co-produção e distribuição, garantindo o prêmio Palma de Ouro no Festival de Cannes, um dos maiores prêmios de cinema mundial.

11.11 | Quarta-feira | 20h | Notas Contemporâneas – Ronaldo Miranda

O programa Notas Contemporâneas registra depoimentos de significativos nomes do cenário musical brasileiro, erudito e popular, cuidando da manutenção da prática de história oral do MIS, um dos pilares de criação do museu. Durante a programação #MISemCASA, uma série de edições inéditas a partir desse material vem sendo apresentada, com organização e curadoria da historiadora Rosana Caramaschi, responsável pela entrevista, pesquisa e roteiros desde a primeira edição do programa em 2011. Nesta terça, o programa traz o depoimento de Ronaldo Miranda, que esteve no MIS Em setembro de 2012 e contou detalhes de sua vida e carreira. Ronaldo Miranda nasceu no Rio de Janeiro em 1948. É professor e um dos principais compositores brasileiros. Iniciou-se musicalmente aos seis anos de idade, seu primeiro trabalho foi como crítico de música e, como compositor, iniciou sua carreira em 1977, ao receber, na categoria música de câmara, o 1º Prêmio no Concurso de Composição para a II Bienal de Música Brasileira Contemporânea. Sua trajetória é repleta de reconhecimento, já tendo recebido o Troféu Golfinho de Ouro, o Prêmio APCA e o Prêmio Carlos Gomes. Esteve presente em diversos festivais internacionais como o World Music Days, X Bienal de Música de Berlim, entre outros. Suas obras têm sido apresentadas nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo, como Tonhalle (Zurique), Mozarteum (Salzburgo), Teatro Colón (Buenos Aires) e o Carnegie Hall (Nova York). Em 2006, sob encomenda da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, compôs a ópera A tempestade, baseada na peça de William Shakespeare. O trabalho foi sucesso de público e rendeu o Prêmio APCA.

14.11 | Sábado | 18h | Bate-papo de Cinema Pontos MIS | Vaga Carne

O programa, que traz uma sessão de cinema online seguida por bate-papo ao vivo, integra nesta edição a 16ª Mostra Internacional do Cinema Negro com o filme Vaga carne (dir. Grace Passô e Ricardo Alves Jr, Brasil, 2019, 45 min, 16 anos). Em parceria com a Embaúba Filmes, o média-metragem ficará disponível para o público às 11h do dia 12.11 até 14, por meio de inscrição neste link. Já às 18h do sábado, acontece bate-papo ao vivo no canal do MIS no Youtube.

Sobre o filme
Uma estranha voz toma posse do corpo de uma mulher. Juntos, a voz e o corpo procuram por pertencimento e por uma identidade própria enquanto questionam seus papéis dentro da sociedade. O filme é uma transcriação do espetáculo teatral da atriz e dramaturga Grace Passô.

Serviço
#MISEMCASA
SITE www.mis-sp.org.br
Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
(11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br

Fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa SP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31