RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O evento ‘Bumba Meu Boi do Jeito que Dá’ será no Instagram, contará com mediação da pesquisadora Juliana Manhães e apresentação de grupos de boi do Maranhão.

Fonte: https://www.facebook.com/museucasadopontaloficial/videos/208521200271103/

O Museu do Pontal já passou por muita coisa, já sobreviveu a oito enchentes, mas lutou para preservar a história da arte popular brasileira, promoveu parcerias e chegou fortalecido a 2020. Só não esperava, assim como o resto do mundo, que uma pandemia viria colocar tudo em suspenso. E como sobreviver a tempos como esse senão por meio da tecnologia? Mais uma vez se reinventando, o Museu que tem a resistência no seu DNA, chegou com tudo na internet. Com uma nova equipe de Comunicação, aderiu às exposições virtuais, aos encontros e às lives, conectando cultura e arte popular brasileira.

Segundo Angela Mascelani, curadora do museu, "O Museu do Pontal tem um papel fundamental nesse momento de isolamento, de levar arte e beleza para a casa das pessoas. Está tudo tão difícil, tão pesado, e acreditamos que nós precisamos ajudar nosso público a passar mais fortalecido por isso. E assim, nos fortalecemos também". Desde o dia 1˚ de junho o Museu está com uma ação celebrando os festejos juninos, patrimônio da cultura popular brasileira, em suas redes sociais. E, para coroar, no dia 22 de junho, às 17h, em seu Instagram @museucasadopontal receberá a artista, dançarina, brincante e pesquisadora da UNIRIO, Juliana Manhães, para trocar com os grupos de boi maranhanhenses. Vão falar sobre as tradições, cantar toadas, e saber como os bois estão sobrevivendo a esse momento tão inesperado e difícil para a cultura popular.

Além da contribuição com a arte, o museu também está trabalhando para ajudar artistas e artesãos de todo o país. "Nós precisamos contribuir para a sobrevivência não só da arte, mas também de comunidades onde artistas e artesãos estão passando fortes dificuldades no Brasil. Para isso, nos conectamos à entidades e associações que estão arrecadando recursos com esse fim para fortalecer o movimento. Abrimos nossas redes para divulgação das ações e convidamos nosso público a também contribuir", complementa Lucas Van de Beuque, diretor do Museu do Pontal.

 

Programação
Dia 22/06, segunda, às 17h
Link: https://www.instagram.com/museucasadopontal/ Mediação de Juliana Manhães, artista brincante e pesquisadora (UNIRIO) Talyene Melônio, dançarina e índia do grupo Boi da Floresta de Apolônio Melônio Paulinho, tocador do grupo Boi de Zabumba de Leonardo João de Pixilau, amo e patrão do grupo Boi Flor de Matinha Hebert, presidente da associação folclórica Ventura Soares, do grupo Boi Flor de Matinha BUMBA MEU BOI MARANHENSE Considerado um complexo cultural que reúne atividades múltiplas ao longo de todo o ano, o Bumba Meu Boi maranhense tem seu momento principal no ciclo junino – entre 13 e 30 de junho. Foi reconhecido como patrimônio imaterial do Brasil, em 30 de agosto de 2011.

Museu Casa do Pontal
Situado no Rio de Janeiro, o Museu Casa do Pontal é considerado o maior e mais significativo museu de arte popular do país. Seu acervo - resultado de 40 anos de pesquisas e viagens por todo país do designer francês Jacques Van de Beuque - é composto por cerca de 8.500 peças de 300 artistas brasileiros, produzidas a partir do século XX. Para o sucesso de todos estes esforços, estão sendo essenciais as parcerias. Hoje os PATRONOS do Museu do Pontal são BNDES, VALE e ITAÚ, além da parceria da UNESCO, do IBRAM e Secretaria Especial de Cultura.

Fonte: Museu Casa do Pontal

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31