BAHIA, Salvador - Como parte do Projeto Altares de Santo Antônio - Trezena de Junho é tempo sagrado na minha Bahia, o Centro de Culturas Populares e Identitárias da Bahia (CCPI) da Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA), em parceria com o Grupo de Pesquisa Griô (FACED/UFBA) e Associação Cultural de Samba de Roda Dalva Damiana, transmite nesta quarta-feira (10), às 19h, através do Canal do Grupo Griô no YouTube (https://bit.ly/2XKEZOM) uma roda de conversa que abordará o tema Cultura e Tradição.


Foto: divulgação

O evento, que será aberto pelo diretor do CCPI, André Reis, explicando o papel do centro, trará as participações do professor da UFBA Pedro Abib (Pedrão), Letícia Menezes, e a homenageada, Dona Dalva Damiana de Freitas, para falar sobre religiosidade, cultura, tradição e fé. A ideia é refletir sobre estes temas em tempos de Trezena de Santo Antônio na Bahia e envolver a cultura do samba de roda, destaque da doutora do samba, Dona Dalva.

O diretor do CCPI, André Reis, destaca que a Trezena de Santo Antônio é importante para o estado e envolve uma tradição que atravessa os tempos. "Realizamos projetos relacionados a essa festa popular há alguns anos e fizemos questão de manter agora em meio virtual, devido à pandemia. Aproveitamos a ocasião para homenagear Dona Dalva, figura emblemática da cultura do recôncavo baiano, mantenedora do samba de roda e da devoção a Santo Antônio, e construímos a ideia com um coletivo que estuda a cultura popular, que é o grupo de pesquisa Griô", disse.

Nascida no dia 27 de setembro de 1927, em Cachoeira, Dalva Damiana de Freitas é filha do sapateiro e músico Antônio José de Freitas, e Maria São Pedro de Freitas, charuteira. Dona Dalva, como é conhecida, há mais de 60 anos fundou e mantém em atividade um dos grupos de Samba de Roda mais tradicionais do Recôncavo baiano, o Samba de Roda Suerdick. Aos 92 anos, com título de Doutora Honoris Causa pela UFRB, Dona Dalva é considerada uma lenda viva e uma referência da identidade cultural popular.

O Projeto Altares de Santo Antônio começou no dia 01 e vai até 13 de junho, a programação inclui uma exposição virtual de fotos que é atualizada diariamente no instagram @ccpicultura a partir de contribuições dos seguidores da página.

Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) é responsável pela execução, proteção e promoção das políticas públicas de valorização e fortalecimento das manifestações populares e de identidade, orientadas de acordo com o pensamento contemporâneo da Unesco e do Ministério da Cultura. Seu campo de atuação contempla a cultura do sertão, de matrizes africanas, ciganas e indígenas, LGBTQI+, infância e idosos. Coordena a programação artística dos largos do Pelourinho e suas grandes festas populares.

Serviço
Evento: Altares de Santo Antônio - Trezena de Junho é tempo sagrado na minha Bahia: Live Cultura e Tradição
Quando: 10 de junho (quarta-feira), às 19h
Onde: Canal do Grupo de Pesquisa Griô no Youtube (https://bit.ly/2XKEZOM)

Fonte: Secult BA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31