DISTRITO FEDERAL, Brasília - Uma estrutura de 30 metros de comprimento, instalada na mata, ao redor do rochedo, dentro do Sítio Arqueológico Caititu, será inaugurada após o fim da situação de pandemia decretada em decorrência do novo coronavírus (Covid-19).


Nova estrutura vai facilitar o acesso ao local e o deslocamento seguro dos visitantes em área protegida pelo Iphan (Foto: Alessandro Lopes/Arquivo Iphan)

A passarela implantada para melhorar o acesso e o deslocamento dos visitantes foi construída pela Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Tocantins (Iphan-TO).

“A passarela foi construída de madeira de eucalipto. O objetivo era algo que harmonizasse com a paisagem local, o visual do próprio sítio. Por isso, ela foi inserida no mesmo nível de forma que as pessoas possam ter toda a percepção do sítio arqueológico”, conta a superintendente do Iphan-TO, Cejane Muniz.

A construção da passarela, concluída no fim do mês passado, foi executada com recursos do Governo Federal e o apoio logístico da Prefeitura Municipal de Lajeado. Ao todo foram investidos cerca de R$33mil.

A obra, segundo o arqueólogo do Iphan-TO, Romulo Macedo, integra as ações de conservação e promoção do sítio arqueológico. “Além da execução da passarela, o projeto prevê a execução dos serviços de conservação das pinturas rupestres - que já está em andamento - e a instalação de placas educativas e de sinalização do sítio, que ainda serão implementadas para orientar os visitantes”.

A expectativa é de que tudo esteja pronto quando as medidas de isolamento social forem suspensas e o local for liberado para visitação. O investimento total será de R$65 mil.


(Foto: Alessandro Lopes/Arquivo Iphan)

Sítio Arqueológico Caititu
Localizado no município de Lajeado (TO), a 65 quilômetros de Palmas, o sítio arqueológico pré-histórico Caititu está situado na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Lajeado, criada em 1997, pelo governo do Estado de Tocantins, para a preservação dos sítios arqueológicos e históricos existentes na região.

O sítio se caracteriza pela presença de registros rupestres ao longo de 50 metros de um paredão arenítico. Ele possui mais de 1,5mil grafismos que representam animais, como pássaros e mamíferos, seres humanos e artefatos. Entre as pinturas, há a predominância da cor vermelha, mas também há registros da cor amarela.

Até o momento, ainda não foram realizadas pesquisas arqueológicas voltadas para datação do sítio.

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31