MINAS GERAIS, Belo Horizonte - A Bienal Mineira do Livro já tem data e local marcados para acontecer em 2020: 22 a 31 de maio, no BH Shopping, em Belo Horizonte.


Foto: Franciele Xavier (Acervo Secult)

Nesta quinta-feira (23/1), a sexta edição do evento que reúne milhares de amantes do livro, da literatura e da leitura foi oficialmente lançada na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.

Realizada pela Câmara Mineira do Livro e pelo Grupo Asas com o tema “Conquiste Paixões. Leia Livros”, a Bienal deste ano conta com apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) e é viabilizada por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura com captação integral dos R$350 mil aprovados.

“O objetivo da Bienal é conectar as pessoas à cadeia produtiva do livro. Desde os autores até editores, distribuidores, livreiros, bibliotecários, entre vários outros. Então, fazer o lançamento dessa edição da Bienal na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais foi estratégico porque mostra um pouco da grande importância que queremos dar para esse evento e para todo o público que faz parte dele. Não haveria lugar melhor para representar a conexão do livro com as pessoas, que é o que mais pretendemos nessa Bienal”, afirmou a presidente da Câmara Mineira do Livro, Glaucia Gonçalves.

Programação
Em 2020, a da Bienal será composta por eixos temáticos que abrangem o desenvolvimento cultural, a educação e a oportunidade de negócios.

Dentro do leque de atividades, a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, além de ter sido a anfitriã da cerimônia de lançamento, será responsável por uma das “Estações Vivenciais”, que serão inseridas na Bienal com objetivo de estimular a realização de experiências lúdicas ligadas à descoberta e à afirmação do prazer proporcionado pela leitura.

A “Estação Leitura Inclusiva” será um espaço de partilha de experiências, de saberes e de materiais pedagógicos que proporcionam oportunidades de leitura para pessoas com deficiência.

“Trabalhamos com afinco e dedicação ao livro, leitura e literatura e, principalmente, com acessibilidade e inclusão, que vai ser o eixo pelo qual somos responsáveis na Bienal. Não tenho dúvida de que esse evento é o mais importante do calendário literário de Minas Gerais, porque é um momento em que trabalhamos o livro em sua total potencialidade de formação cidadã. E é justamente nisso que acreditamos: na leitura, livro e literatura como fatores potenciais de transformação e inclusão, pois proporciona à pessoas a descoberta do mundo, incondicionalmente. Estamos muito satisfeitos de sermos responsáveis pela Estação de Leitura Inclusiva e poder oferecer ao público com deficiência experiências por meio do livro” disse a diretora da Biblioteca Pública Estadual, Alessandra Gino.

“A Biblioteca Pública Estadual vai levar para a Bienal um trabalho que ela já realiza com muita experiência: divulgar as melhores práticas de estímulo à leitura para pessoas com deficiência. Mais do que justo abrir espaço no evento para uma instituição do nosso Estado que tem a inclusão como premissa do ofício no mundo da leitura, do livro e da literatura”, disse o diretor presidente do Grupo Asas, Marcus Ferreira.

Entre as atividades previstas para os dez dias da Bienal Mineira do Livro estão espaços de interação com representantes de Portugal, Espanha e de países da América Latina; rodas de conversa e interações literárias para públicos adulto, infanto-juvenil e com idade superior a 60 anos; encontro de autores; oficinas de mediação; atividades de formação para bibliotecários e atividades de formação para educadores, coordenadores pedagógicos e profissionais.

A programação completa será divulgada em breve.

Venda de Ingressos e “Vale-Livros”
A venda de ingressos para a Bienal Mineira do Livro 2020 será aberta no dia 30 de janeiro. A meia-entrada tem valor de R$9 e a inteira custa R$18. Uma das novidades desta edição é o “Desconto-Ingresso” na compra de livros - o leitor poderá abater o valor pago na entrada ao comprar títulos de estandes adeptos da oferta do benefício.

Em 2020, setor privado e sociedade civil podem contribuir para incentivar estudantes e educadores de escolas públicas a saírem da Bienal com livros nas mãos. A campanha de doação de “Vale-Livros” está no ar e o objetivo é arrecadar valor suficiente para distribuir vouchers para cerca de 47 mil alunos de escolas municipais e estaduais e seus professores e educadores que vão receber o ingresso gratuito para visitarem a bienal.
As doações podem ser feitas pelo site www.bienalmineiradolivro.com.br.

Fonte: Secult MG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31