RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O Museu da República, no Rio de Janeiro (RJ), completa no feriado desta quinta-feira (15) seus 58 anos de abertura ao público.

Salão Veneziano (Museu da República/Ibram - Foto: divulgação)

Ligado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), entidade vinculada ao Ministério da Cultura, um dos museus históricos mais importantes do Brasil vai celebrar a data com programação especial que incluiu apresentações musicais e inauguração de duas exposições temporárias.

Com entrada franca durante todo o dia, as atividades terão início às 10h com apresentação do Coral Comemorativo, seguida do projeto Música no Museu, às 12h30, com Festival Internacional de Sopros. A partir das 15h30, está programado uma roda de choro com o grupo Arruma o Coreto, patrimônio imaterial cultural do Rio de Janeiro.

O museu também inaugura duas exposições temporárias produzidas por estudantes. Coletiva de alunos do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, Escola e Museu: Construindo Sentidos convida ao público a uma reflexão interdisciplinar sobre memória e direitos a partir de objetos pessoais dos alunos, exibidos no Palácio do Catete. Já A primavera brasileira: o povo na constituição, concebida pelos alunos do Colégio Pedro II e exposta no jardim histórico do museu, traz banners sobre a história da Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988.

Situado no Palácio do Catete – antiga residência dos aristocratas Barão e Baronesa de Nova Friburgo que, a partir de 1887, tornou-se a sede do poder executivo brasileiro e residência oficial da Presidência da República – o Museu da República foi criado em 1960 com a transferência da capital federal para Brasília (DF) e abriu as portas naquele mesmo ano na data da Proclamação da República.

"Estamos assumindo o Museu da República como um museu contemporâneo, conectado com o seu tempo, que aborda questões históricas, mas em conexão com o hoje", explica Mário Chagas, diretor do museu.

Além das duas exposições inauguradas, seguem em cartaz as exposições temporárias "Museu Nacional Vive", com charges, fotografias e desenhos do artista Carlos Latuff que perpassam sua trajetória, de criança a adulto, como visitante do Museu Nacional; e "Fora/Dentro", que traz uma mostra da vasta obra de Raul Mourão, que inclui esculturas, objetos, fotografias, vídeos e outros formatos inspirados na cidade e na vida urbana.

Fonte: Ibram/MinC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31