DISTRITO FEDERAL, Brasília - O Ministério da Cultura divulgou hoje mensagem do Ministro Marcelo Calero desejando sucesso aos novos dirigentes e funcionários designados para: o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Fundação Casa de Rui Barbosa, a Fundação Cultural Palmares, a Chefia do Gabinete do MinC, a Secretaria do Audiovisual, a Fundação Biblioteca Nacional, a Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura e a Secretaria de Articulação Institucional,

sendo eles respectivamente: a historiadora Kátia Bogéa; a pesquisadora Lia Calabre, o administrador Erivaldo Oliveira da Silva, a administradora Tânia Pacheco, o economista Alfredo Bertini, a produtora cultural Helena Severo, o administrador José Paulo Soares Martins e o diplomata Bruno Santos de Oliveira.

Confira abaixo a íntegra da mensagem:

Peço a todos os servidores do Ministério da Cultura, fundações e vinculadas que se juntem a mim nos votos de sucesso aos novos funcionários do Sistema MinC.

Servidora de carreira do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a historiadora maranhense Kátia Bogéa é a nova presidente do Iphan. Kátia atuou por mais de 30 anos na Superintendência do instituto no Maranhão. Formada pela Universidade Federal do Maranhão, é especialista em historiografia nacional e regional.

Servidora de carreira da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), a produtora cultural Helena Severo assume a FBN. Foi secretária de Cultura do estado e do município do Rio Janeiro e presidiu o Theatro Municipal do Rio de Janeiro de 2003 a 2006.

Servidora de carreira da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), a nova chefe de gabinete do Ministro de Estado da Cultura é Tânia Pacheco, que tem formação em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2011, atuava como coordenadora geral de Planejamento e Administração da FBN, onde estava desde 2005. Dirigiu por quase 10 anos as áreas de Planejamento, Orçamento e de Administração Geral da FCRB.

Diplomata de carreira do Itamaraty, Bruno Santos de Oliveira assume a Secretaria de Articulação Institucional (SAI). Formado em Direito e em Relações Internacionais, atuou em missão do Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, e também na chefia do setor político da Embaixada brasileira em Budapeste, na Hungria.

Para a Secretaria do Audiovisual (SAV), o nome escolhido foi o do economista Alfredo Bertini, diretor do festival Cine PE. Um dos idealizadores do festival de cinema de Recife, Bertini foi secretário municipal de Turismo e Esporte da capital pernambucana (2004/2005) e secretário adjunto do Estado (1994 e 1995). Também presidiu o Fórum Nacional dos Organizadores de Festivais Audiovisuais Brasileiros.

A Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic) ficará com José Paulo Soares Martins, integrante da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que avalia os projetos inscritos na Lei Rouanet. Martins tem formação em Administração Pública e Privada, com atuação na direção de áreas de Comunicação Social, Marketing, Investimento Social, Sistemas e Desenvolvimento Organizacional. Foi diretor da Fundação Iberê Camargo, da Bienal do Mercosul e do Instituto Gerdau.

O economista e administrador Erivaldo Oliveira da Silva assume a Fundação Cultural Palmares. Mestre em Economia do Setor Público e Administração Pública, especialista em Planejamento Estratégico e Marketing, foi professor da Universidade Federal da Bahia. É consultor na área pública, professor e conferencista.

À frente da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) segue a pesquisadora Lia Calabre. Mestre e doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF), ela fazia parte do setor de Políticas Culturais da fundação desde 2002.
 
Marcelo Calero
Ministro da Cultura

Fonte: Editoria RM (com informações do MinC)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30