DISTRITO FEDERAL, Brasília - Estão abertas até o dia 31 de julho, as inscrições para o Programa Memória do Mundo do Brasil (MoWBrasil).

Foto: divulgação

Serão selecionados até dez bens arquivísticos e/ou bibliográficos, tanto textuais (manuscritos ou impressos), quanto audiovisuais (filmes, vídeos e registros sonoros), iconográficos (fotografias, gravuras e desenhos) ou cartográficos, custodiados em território nacional e de relevância para a memória coletiva da sociedade brasileira. Os acervos selecionados constarão de Portaria do Ministério da Cultura publicada em DOU e seus custodiadores receberão os certificados de nomeação e a logomarca que os identifica como acervos Memória do Mundo da UNESCO.

Os Formulários de candidatura preenchidos devem ser enviados exclusivamente em formato digital para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. O resultado do Edital será divulgado em 19 de outubro de 2018 e a cerimônia de entrega dos certificados ocorrerá no dia 6 de dezembro de 2018, em local a ser confirmado, no Rio de Janeiro (RJ).

Criado pela UNESCO em 1992, o Programa Memória do Mundo/Memory of the World – MoW reconhece como patrimônio da humanidade documentos, arquivos e bibliotecas de grande valor internacional, regional e nacional, inscrevendo-os nos registros e conferindo-lhes certificados. Tendo como objetivo estimular a preservação e a ampla difusão desse acervo, o MoW facilita a preservação desses documentos e seu acesso, contribuindo, assim, para despertar a consciência coletiva para o patrimônio documental da humanidade. Ao todo 73 países participam do Programa Memórias do Mundo. O Minc é o gestor do programa no Brasil e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ocupa umas das cadeiras no Comitê Nacional do Programa.

Uma das exigências para a instituição ou pessoa física inscrever seu acervo é que seja um arquivo fechado, ou seja, ele não pode sofrer alterações ou acréscimos. Dentre os principais critérios estão o estado de conservação dos documentos, a disponibilidade de acesso, a significância nacional e a autenticidade.

Retrospectiva
Instalado há dez anos, o Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo nominou, entre os anos de 2007 e 2017, cento e um (101) acervos brasileiros, constituídos de enorme diversidade cronológica e tipologias documentais, custodiados pelas mais diferentes instituições. O filme Limite, de Mário Peixoto (Fundação Cinemateca Brasileira); a Lei Áurea (Arquivo Nacional); os Manuscritos Musicais de Carlos Gomes (Fundação Biblioteca Nacional); o Arquivo Guimarães Rosa (Instituto de Estudos Brasileiros - IEB/USP) e o Mapa Etno-Histórico do Brasil e Regiões Adjacentes - por Curt Nimuendajú (1943) (Museu Paraense Emílio Goeldi), Acervo de Jean-Pierre Chabloz: Referente à Batalha da Borracha (Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará) e o Arquivo do Circo Gracia (Centro de Memória do Circo/SMC SP) são alguns exemplos de acervos já reconhecidos como Memória do Mundo.

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31