MINAS GERAIS, Belo Horizonte - Será celebrada neste domingo, 1º, às 11h, na Igreja de São José, missa de sétimo dia em memória da servidora Cláudia Cristina Cardoso, que morreu no último dia 24, aos 57 anos.

Museóloga do quadro de servidores da UFMG, atuou no Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB) de 1994 a 2017, quando se aposentou. Em seu trabalho com coleções de paleontologia, zoologia, biologia e arqueologia, Cláudia conservou acervos importantes para a história de Minas Gerais e para o entendimento da evolução humana.

Cláudia Cristina Cardoso atuou como museóloga na UFMG por 23 anos (Arquivo pessoal)

Em 2015, foi premiada por seu desempenho acadêmico na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, onde cursou mestrado no biênio 2011-2012, por ter alcançado uma das três melhores notas da instituição durante o período.

Sua dissertação, defendida em março de 2013, discute proposta de reprogramação funcional e museológica integrada para o Jardim Botânico Tropical, em Lisboa, vinculado ao Instituto de Investigação Científica Tropical, órgão de pesquisa mantido pelo governo português.

Graduada em Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), em 1983, Cláudia Cardoso também trabalhou no museu de Arte Sacra de São João Del Rey e na Superintendência de Museus de Minas Gerais. Em 2007, formou-se em Biblioteconomia pela UFMG.

Fonte: UFMG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31