SÃO PAULO, São Paulo - Poeta, escritor, cronista, músico, pesquisador e figura ativa nas áreas de gestão e política cultural, Mário de Andrade é um dos principais agentes do modernismo brasileiro.

Para pesquisar as contribuições do artista para a música brasileira, a Casa Mário de Andrade, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, realiza, em março, dois cursos sobre a atuação do modernista na música: História da Música Brasileira e Formação da Crítica Musical Brasileira.

Em História da Música Brasileira, os participantes realizam pesquisas e trabalhos sobre a atuação de Mário na criação da Discoteca Pública Municipal Oneyda Alvarenga, que dispõe do maior acervo de discos das gravadoras brasileiras, com aproximadamente 45 mil discos de 78 rpm, 26 mil discos de 33 rpm e 1.700 CDs. A atividade acontece de 7 de março a 25 de abril, às quartas-feiras, das 14h00 às 18h00, e pretende revisar a história da música brasileira em módulos bimestrais, sendo esse o primeiro módulo, que abarca o repertório musical brasileiro da colônia ao século XX.

No campo do jornalismo musical, Mário de Andrade colaborou em diversos jornais como Diário Nacional, Diário de S. Paulo e Folha da Manhã e também em revistas como Ilustração Brasileira e Revista Nova. Parte desse material está compilado no livro Música, Doce Música (1933) que será fonte de estudo do curso Formação da crítica musical brasileira, sobre o pioneirismo do poeta na sistematização da crítica musical no Brasil. Durante os encontros, os participantes do grupo de estudos visitam a Biblioteca Mário de Andrade e produzem artigos que posteriormente serão publicados no site do museu-casa. O curso acontece de 3 de abril a 12 de junho, às terças-feiras sempre às 14h00, e integra a programação do Centro de Pesquisa e Referência Mário de Andrade, que promove o estudo da obra do poeta modernista explorando temas que foram objeto de seu interesse e de seu trabalho.

Sobre a Casa Mário de Andrade
A Casa Mário de Andrade funciona no endereço da antiga casa do escritor Mário de Andrade, um dos principais mentores do modernismo brasileiro e da Semana de Arte Moderna de 1922. Aberta à visitação, o Museu abriga uma exposição permanente com objetos pessoais do modernista, além de documentos de imagem e áudio relacionados à sua trajetória. Realiza, também, uma intensa programação de atividades culturais e educativas. A Casa integra a Rede de Museus-Casas Literários da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis.

Sobre a POIESIS
A POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura é uma organização social. A instituição tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da cultura, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Serviço
História da Música Brasileira
7/3 a 25/4. Quartas-feiras, das 14h às 18h.
Recomendação etária: livre. 40 vagas.
Inscrições gratuitas no site

Formação da Crítica Musical Brasileira
3/4 a 12/6 (exceto 1/5). Terças-feiras, das 14h às 18h.
Recomendação etária: livre. 40 vagas.
Inscrições gratuitas no site

Casa Mário de Andrade
Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3666-5803 | 3826-4085
Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 18h.
Site: : www.casamariodeandrade.org.br

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31