SÃO PAULO, São Paulo - No dia 28 de fevereiro, a partir das 19h, o diretor e cineasta Pedro Urizzi apresenta o curta-metragem ‘Distopia’, no MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Será a primeira exibição do filme no Brasil, depois de uma carreira internacional que inclui o Festival de Cannes, na França – com sessão no Palais des Festivals et des Congrès – e o Festival de curtas de Bogotá, na Colômbia.

Filmado no Brasil e em Budapeste, o roteiro debate o autoritarismo e aborda temas como sexualidade, capitalismo, censura e imigração, e tem entre seus atores Bruno Fagundes, Leonardo Miggiorin, Gabriel Godoy, Beto Brant, Felipe Solari, André Vasco e a bailarina e atriz húngara Henriett Tunyogi.

Urizzi receberá parte do elenco na exibição aberta ao público, seguida de debate sobre os temas abordados na produção, com a participação do roteirista do filme, Maurício Paroni de Castro, da atriz Suzana Pires e do escritor J.P. Cuenca.



Sobre Distopia
Escrito pelo diretor e dramaturgo Maurício Paroni de Castro, ‘Distopia’ conta a história de uma personagem solitária que se imagina líder de uma sociedade, onde quem trai os votos de fidelidade é destinado à guilhotina. No espaço super populoso do corredor da morte, a única defesa dos condenados é uma declaração à câmara – quer dizer, ao espectador. A líder, interpretada pela atriz húngara Henriett Tunyogi, imagina falar à uma imensa multidão de seguidores. Em Budapest, onde vive a atriz, filmou-se no cemitério monumental para criar o hálito mortal inerente a qualquer forma de poder que nega a multiplicidade do ser humano.

Sobre Pedro Urizzi
O diretor e cineasta paulistano, de 31 anos, começou a ter contato com as câmeras muito cedo. Inspirado pelo seu pai, que engajava artistas circenses com a cena cultural, conviveu com o palco desde muito cedo e, aos 15 anos, iniciou sua primeira peça de teatro, nos Estados Unidos. De lá para cá, atuou em peças, filmes e comerciais. Aos 21 anos começou a dirigir seus próprios curtas e, em 2016, exibiu seu primeiro longa-metragem nos cinemas, o documentário “Cordel de Trancoso”. Hoje, é diretor na Academia de Filmes – produtora com 22 anos de experiência no mercado audiovisual – e cineasta de seus projetos independentes, como o curta “Distopia”, já exibido no Palais des Festivals et des Congrès, durante o Festival de Cannes (França), e no Festival de Curtas de Bogotá.

Ficha Técnica
Ano de Produção: 2017
Direção e Produção: Pedro Urizzi
Roteiro: Mauricio Paroni
Direção de fotografia: Fábio Knoll
Identidade Visual: Eduardo Ribeiro

Serviço
Local: MIS (Museu da Imagem e do Som) – Av. Europa, 158 – Jardim Europa
Data: 28 de fevereiro
Horário: a partir das 18h
Ingresso: gratuito - retirada com 1h de antecedência na recepção
Capacidade: 155 pessoas

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31