MINAS GERAIS, Belo Horizonte - O Acervo Curt Lange, instalado na Biblioteca Central da UFMG, vai abrigar na sexta-feira (25), das 14h às 17h, o seminário As faces de uma nação imaginada: diálogos sobre a música brasileira na correspondência de Francisco Curt Lange, 1930-1940.

O seminário, que será ministrado por Loque Arcanjo Júnior, professor do Departamento de Teoria Musical da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), é fruto de projeto interdisciplinar com foco nas relações entre música, história e ciências sociais. O objetivo do projeto é analisar a construção de redes de sociabilidades pelo musicólogo Francisco Curt Lange [foto] com a música e a musicologia brasileiras, representadas por nomes como Mário de Andrade, Koellreuter, Cláudio Santoro e Villa-Lobos.

O acervo que contém documentos e objetos do musicólogo teuto-uruguaio Francisco Curt Lange (Eilenburg, 1903 – Montevidéu, 1997) foi integrado à UFMG em 1995. Ele reflete sua intensa e variada atividade e registra o cotidiano da vida musical latino-americana ao longo de praticamente todo o século 20.

O evento será realizado na própria sede do Acervo Curt Lange, que fica na sala 402 da Biblioteca Central, campus Pampulha. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3409-4419 ou pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O palestrante
Loque Arcanjo Júnior é mestre e doutor em História Social da Cultura pela UFMG. Desenvolve pesquisa nas áreas de música e história no Centro de Pesquisa da Escola de Música da Uemg e coordena o projeto Música, musicologia e história: diálogos sobre a música brasileira na correspondência de Francisco Curt Lange (1930-1945).

Fonte: UFMG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31