MINAS GERAIS, Ouro Preto - A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, uma das mais representativas de Ouro Preto (MG) e sede do Museu Aleijadinho, está de cara nova.

Com recursos do PAC Cidades Históricas, a igreja passou por uma importante obra de restauração arquitetônica conduzida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e será entregue no dia 18 de agosto.

O PAC Cidades Históricas investiu cerca de R$4 milhões na restauração arquitetônica do bem e ainda prevê uma nova etapa de obras, a ser anunciada na mesma data, para a restauração dos elementos artísticos integrados da igreja, tais como altares e forro. Nesse primeiro momento foi feita a recuperação estrutural do edifício, incluindo ações como substituição de instalações elétricas e de prevenção e combate a incêndio. Outra importante mudança foi a pintura nas cores originais da igreja, resgatadas por meio de prospecções cromáticas, iconografia histórica e no relato dos antigos moradores.

A solenidade de entrega da primeira etapa de obras contará com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, do diretor do PAC Cidades Históricas, Robson de Almeida, da superintendente do Iphan em Minas Gerais, Celia Corsino, do prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, do Arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, além de representantes da paróquia e do Museu Aleijadinho. A cerimônia terá ainda a apresentação do Coral Canto Crescente, projeto sociocultural de formação musical de crianças e adolescentes da cidade, e exibição do documentário Esperando Conceição, produzido pela jornalista Lidiane Andrade com a comunidade da paróquia, no âmbito do Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural, do Iphan.

Igreja Matriz de Antônio Dias, restaurada com recursos do PAC Cidades Históricas (Foto: André Macieira)

Preciosidade mineira
A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias possui inquestionável relevância para a história da cidade de Ouro Preto e da arte e arquitetura religiosa no Brasil. Sua construção foi iniciada com um templo em 1705, depois ampliado em novo edifício em 1727, cujas obras duraram até a segunda metade do século XVIII e foram conduzidas pelos mestres Manuel Francisco Lisboa e Aleijadinho. Os dois estão enterrados nesta igreja, que veio também abrigar, anos mais tarde, o Museu Aleijadinho, responsável pela guarda de importantes obras do artista.

Uma das mais antigas igrejas de Minas Gerais e também uma das maiores em tamanho e suntuosidade, a Igreja Matriz de Antônio Dias foi tombada isoladamente pelo Iphan em 1939. Ela foi uma das ações selecionadas para receber os investimentos do PAC Cidades Históricas, que também restaurou os chafarizes do Centro Histórico de Ouro Preto e prevê ainda a execução de outras 13 ações na cidade.

Serviço
Entrega da 1ª etapa de restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias
Data: 18 de agosto, 15h
Local: Santuário de Nossa Senhora da Conceição
Ouro Preto (MG)

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31