RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O Museu da Chácara do Céu, no Rio de Janeiro (RJ), recebeu na semana passada a visita de representantes da Superintendência da Receita Federal do Brasil (RFB) na 7ª Região Fiscal.

Na oportunidade, a equipe conheceu de perto o acervo da instituição, vinculada ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e visitou a exposição 'Samico; o senhor do dia', que traz obras doadas pela RFB ao museu. A visita foi guiada pela diretora dos Museus Castro Maya, Vera Alencar, juntamente com a chefe da representação regional do Ibram no Rio de Janeiro, Vera Mangas.

Foto: divulgação

A destinação de bens culturais apreendidos pela Receita Federal a museus brasileiros é prevista pela Lei n.º 12.840, de 9 de julho de 2013 e pela Portaria Interministerial MF/MinC n.º 506, de 16 de dezembro de 2014. O tema foi normatizado recentemente pela Instrução Normativa Nº1/2017.

Gilvan Samico (Recife, 1928 – Recife, 2013) foi um gravurista, desenhista, pintor e professor brasileiro. É considerado por muitos críticos o maior expoente da xilografia brasileira. Apresenta em suas gravuras mitos e cosmologias repletos de simbologias. Influenciado pela arte popular nordestina, tinha como referência a literatura de cordel e o Movimento Armorial, tendo sido o encontro com Ariano Suassuna um importante ponto de inflexão em sua trajetória.

As obras exibidas na exposição “Samico; o senhor do dia” foram destinadas ao Museu da Chácara do Céu em 2016. Elas apresentavam boa conservação e, por isso, estão expostas praticamente da maneira que foram recebidas pelo museu. A exposição fica em cartaz até agosto.

Mais informações na página da instituição.

Fonte: Ibram

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30