BAHIA, Salvador - As obras de reforma do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), localizado no Solar do Unhão, em Salvador, a principal intervenção já realizada no local nos últimos 50 anos, e que estava parada por falta de recursos, terão continuidade.

Na primeira das duas etapas foram investidos cerca de R$ 8 milhões, incluindo a restauração da capela, casarão, galeria 1 com cinema, biblioteca e reserva técnica com ações físico-estruturais.

A segunda etapa tem previsão de mais R$ 7,7 milhões em investimento, incluindo requalificações das oficinas do MAM, galeria 3, sistema de ar-condicionado, subestação, além dos famosos arcos criados pelo arquiteto Diógenes Rebouças na Avenida Contorno da década de 1960 e o restante do Parque das Esculturas. Os recursos são do Tesouro estadual.

No início deste mês, o vice-governador e secretário estadual do Planejamento, João Leão, realizou vistoria no museu – considerado um dos pontos turísticos mais importantes da capital baiana -, acompanhado do diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), João Carlos de Oliveira, da diretora do MAM, Ana Liberato, e de arquitetos, engenheiros e assessores estaduais. A comitiva percorreu as dependências do museu.

João Leão reiterou que a continuidade da obra é um compromisso do governo estadual, para garantir “a preservação desse centro cultural, uma referência das artes e da cultura para a Bahia e o Brasil”. Segundo ele, por se tratar de área urbana com mais de 300 anos e a proximidade do mar, a intervenção passa por cuidados superiores a de outras obras.

De acordo ainda o vice-governador, além de ser Monumento Nacional tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico Nacional (Iphan/MinC) desde 1943, “tratam-se de edificações antigas que requerem prospecções e readequações, já que existe forte interferência do salitre e água do mar”.

Foto: Jefferson Vieira/IPAC

Programação no MAM
A data de término das intervenções dependerá dos recursos a serem liberados. Mesmo em obras, a programação do MAM continua com as conhecidas Oficinas do MAM, que promovem gratuitamente cursos de desenho artístico, pintura, cerâmica, litografia, modelagem e serigrafia abertos. Segundo Ana Liberato, também continuam abertas ao público as três exposições em cartaz - 'Natureza que Aflora' (até 18.06), 'Eles por Ela' (até 9.07) e 'Elas' (até 23.07), além do projeto JAM no MAM, às 18h, todos os sábados, e o MAM Medita, às 16h, aos domingos”. Mais informações estão disponíveis no site da Diretoria de Museus (Dimus/Ipac).

Fonte: Ipac

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31