SÃO PAULO, São Paulo - O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, apresenta a exposição Filhos de Deus, de Daniel Taveira, composta por 20 registros fotográficos que buscam capturar uma história humana através do olhar e das lentes de seu autor, na sala MAS Metrô Tiradentes.

Com curadoria de Jorge Brandão, a mostra exibe o desejo do artista de “revelar ao mundo que independentemente da sua raça, cultura, crença, orientação sexual, nível social ou cor, você é por natureza um filho ou uma filha de Deus”.

A partir do momento em que, na história da arte, a fotografia foi conquistando seu espaço como manifestação artística, ultrapassando os limites do enquadramento moderno e transformando-se na linguagem artística mais característica e presente da pós-modernidade, artistas como Daniel Taveira obtiveram meios de declarar suas verdades. “Sei, vejo, sinto e em uma fração de segundos o que de fato desejo eternizar nas histórias de cada uma desses personagens”, declara o artista, buscando registrar seus conceitos sobre diversidade. Segundo o curador Jorge Brandão, “a dedicação de Taveira expõe o limite entre o real e o imaginário aquilo que, de uma forma ou outra, nos toca e nos deixa ainda mais reflexivos”.

Sua técnica analítica e realista nos resultados pictóricos advém de estudos que resultaram no aperfeiçoamento de encontrar o instante preciso em que suas lentes capturam o momento único da imagem, com a luz, cor, forma expressão e emoção verdadeiras.

Registros de pessoas de nacionalidades diversas exibidas nos contornos das diferentes etnias, toda e qualquer idade ou classe social, apresentam-se como elemento agregador do conceito e desafio de Daniel Taveira que busca, por meio de suas imagens, confirmar que “somos todos filhos de Deus”.

“Vejo as pessoas como elas são, não como deveriam ser...” declara Daniel Taveira

Exposição “Filhos de Deus”
Artista: Daniel Taveira
Curadoria: Jorge Brandão
Abertura: 25 de janeiro de 2017 – quarta – feira – 11h
Período: 26 de janeiro a 26 de março de 2017
Local Museu de Arte Sacra de São Paulo www.museuartesacra.org.br
Sala MAS Metrô Tiradentes
Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo
Tel.: (11) 3326.5393 – agendamento/ educativo para visitas monitoradas
Horário Terça a domingo, das 9h às 17h
Ingresso grátis para usuários do Metrô
Número de obras 20
Técnica: fotografia
Dimensões variadas

Daniel Taveira
Daniel Taveira, 1983, natural dos cerrados do Brasil Central, nasceu em Tocantinópolis, Tocantins.

Sua descoberta e paixão pelas “luzes, linhas, cores, movimentos, pessoas, paisagens, vida…” fez com que abandonasse seu mestrado em Mercado Financeiro pela Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, onde atuou desde de sua formação. Depois de mudar-se para o México em 2010, conheceu e estudou com a grande fotógrafa Brooklin - NYC/México Nadine Markova. Como seu discípulo passou a buscar o momento decisivo, onde o diafragma de suas lentes busca descobrir o instante único, a expressão das imagens, luzes, cores, formas e emoções. Já expôs seu trabalho em diversas instituições internacionais, tendo como destaque a mostra no Museu de Arte Sacra de Queretaro, no México.

O museu
Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Museu de Arte Sacra de São Paulo é uma das mais importantes instituições do gênero no país. É fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação data de 28 de junho de 1970. Desde então, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar ala do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz, na avenida Tiradentes, centro da capital paulista. A edificação é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, última chácara conventual da cidade. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943, e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo, em 1979. Tem grande parte de seu acervo também tombado pelo IPHAN, desde 1969, cujo inestimável patrimônio compreende relíquias das histórias do Brasil e mundial. O Museu de Arte Sacra de São Paulo detém uma vasta coleção de obras criadas entre os séculos 16 e 20, contando com exemplares raros e significativos. São mais de 18 mil itens no acervo. O museu possui obras de nomes reconhecidos, como Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antônio Francisco de Lisboa, o “Aleijadinho” e Benedito Calixto de Jesus.

Destacam-se também as coleções de presépios, prataria e ourivesaria, lampadários, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas, livros litúrgicos e numismática.

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO – MAS/SP
Presidente do Conselho de Administração - José Oswaldo de Paula Santos
Diretor Executivo - José Carlos Marçal de Barros
Diretor de Planejamento e Gestão - Luiz Henrique Marcon Neves
Diretora Técnica – Maria Inês Lopes Coutinho

Fonte: MAS

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31