RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O evento 'Viva Zumbi Niterói!' chega à sua sétima edição e com diversas manifestações da cultura negra: apresentações de jongo, capoeira, hiphop, samba, exposição fotográfica, exposição de roupas de santo de candomblé, além da tradicional feijoada servida gratuitamente ao público no dia 20 de novembro.

Entre as atrações da programação: grandes shows com Mariene de Castro, ?Roda de Samba Grupo Nossa Fé,  Grupo Oroki Samba de Roda; a apresentação grupo de dança Olodum Maré; e o Baile Black Bom.

Para comemorar essa data tão importante para a população afrodescendente e cultuar as práticas culturais trazidas para o Brasil e que hoje são tão fortes e presentes em nosso cotidiano.

Mesmo considerando que os afro-brasileiros representam mais da metade da população de nosso país, a chamada Grande Niterói – que inclui as cidades de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí – não conta com eventos e atividades culturais expressivos para comemorar, refletir e atualizar em nossas memórias, a importância do mês da consciência negra e, especialmente, do dia da morte do líder quilombola Zumbidos Palmares. Aproveitando a ocasião do Dia da Consciência Negra, este Viva Zumbi Niterói! vai destacar a importância e a necessidade de lideranças negras na reflexão e luta pela liberdade e também pelo direito a todo tipo de diversidade que o Brasil comporta através de vários eventos culturais.

O Viva Zumbi Niterói! propiciará a população interessada, independente de etnia, sexo ou idade, acesso e contato direto com diversas formas de manifestação da cultura negra das mais tradicionais, como a capoeira, o samba e o jongo às manifestações mais contemporâneas como o hiphop e a black music. Assim, pretende oferecer ao público experiências temáticas sobre a diversidade étnica e cultural brasileira, contribuindo para a consolidação da nossa identidade, da construção de valores e de conceitos em relação à cultura negra em geral e, especialmente, a afro-brasileira. Além disso, o evento também visa possibilitar experiências de relações e interações étnico-culturais estimulando a construção da auto-estima das pessoas negras e afrodescendentes através da beleza e riqueza artística e o (re)conhecimento da cultura negra e africana no Brasil.

Feijoada gratuita a partir de 12h.

Apresentações de jongo, capoeira, hiphop, samba, exposição fotográfica, exposição de roupas de santo de candomblé

Fonte: Jornal do Brasil

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31