RIO GRANDE DO SUL, Gramado - O mais antigo festival de cinema em atividade ininterrupta no Brasil – Gramado – abriu sua 44ª edição celebrando o interesse crescente que desperta entre produtores audiovisuais do Brasil e da América Latina.Além do Brasil, outros nove países estão representados na mostra competitiva de longas-metragens estrangeiros.

Foi justamente esse o eixo central do discurso do ministro da Cultura, Marcelo Calero. “A cultura é um eixo estratégico de desenvolvimento, porque gera emprego, renda e impostos para induzir outras áreas”, defendeu.

Pela primeira vez na história do festival que um ministro da Cultura prestigiou a cerimônia de abertura. “Sua presença aqui hoje transforma Gramado na capital nacional da Cultura”, elogiou o secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo, que representou o governador na cerimônia.
 
Além do Brasil, outros nove países participam da mostra competitiva de longas-metragens estrangeiros. Mais de 300 jornalistas se credenciaram para cobrir o evento, que é acompanhado de perto por 150 veículos de comunicação. Números que revelam a grandiosidade do evento e reafirmam sua importância, não só para a identidade cultural do Rio Grande do Sul e do Brasil, mas também como polo de desenvolvimento da economia.
 
Elogio às leis de incentivo à cultura
Em sua fala, o ministro Calero assegurou ainda a manutenção e o fortalecimento da Lei Rouanet, que garante benefícios fiscais a empresas que invistam em cultura. “Nunca vai terminar, embora seja essencial a sua modernização”, pontuou.
 
O secretário, Victor Hugo, também reconheceu a importância da Lei de Incentivo à Cultura do Rio Grande do Sul e do trabalho desenvolvido pelo Conselho Estadual da Cultura, que analisa os projetos inscritos. “Neste Estado, governo e conselho trabalham juntos pelo desenvolvimento cultural”, afiançou.
 
Autoridades projetam 45 anos
A proximidade da edição de número 45, que será realizada em 2017, levou autoridades a projetarem o momento histórico. “Sou um sonhador como muitos que estão aqui e por isso desejo de alma, coração e pensamento que estejamos todos aqui nos 45 anos. Vamos olhar para frente e reverenciar o passado”, celebrou Victor Hugo.

A festa de abertura encerrou com a execução de canções das trilhas sonoras do filme Os Miseráveis e da série de televisão Game Of Thrones pela Orquestra Sinfônica de Gramado.
 
O 44º Festival de Cinema de Gramado é uma promoção da  Prefeitura de Gramado, com financiamento por meio das Leis de Incentivo à Cultura Estadual e Federal.
 
Museu resgata a história
Em Gramado, o secretário Victor Hugo participou ainda da inauguração do Museu do Festival de Cinema, realizada na tarde da sexta-feira (26). O espaço será interativo e lembra os mais de 40 anos do evento.

O museu está localizado no Palácio dos Festivais e recebe visitantes diariamente das 11h às 21h, com ingressos ao custo de R$ 20 e nos sábados, domingos e feriados R$ 30.
 
Fonte: SEC RS (com colaboração da Asscom do Festival)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31