RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Casa Pública, primeiro centro cultural do Brasil para discutir o jornalismo e apoiar o trabalho investigativo e independente foi inaugurada hoje (19) no Rio de Janeiro. A programação inclui eventos, conversas entre jornalistas e o público, workshops, exposição de fotos, exibição de filmes, participação de jornalistas internacionais e produção de jornalismo com experimentação de novas linguagens, unindo informação com novas tecnologias, uso de grandes bases de dados e arte.

Segundo a jornalista Natália Viana, diretora da Agência Pública, organização que produz jornalismo investigativo e idealizadora do projeto, o espaço vai suprir o segundo objetivo da agência, que é promover jornalismo investigativo e independente. “É um espaço para reflexão, troca e incentivo para quem está produzindo jornalismo independente no Brasil. É uma tentativa de olhar para frente, para o que vai ser o jornalismo e como podemos ajudar ao movimento de novas iniciativas que estão pipocando pelo Brasil afora, criadas por jornalistas com o objetivo de voltar à raiz do jornalismo, que é a independência editorial, e como ajudar a fortalecer esse movimento.”

DISTRITO FEDERAL, Brasília - A relatora especial da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, afirmou que o Brasil teve “retrocessos extremamente preocupantes na proteção dos direitos dos povos indígenas” nos últimos oito anos. “Uma tendência que continuará a se agravar caso não sejam tomadas medidas decisivas por parte do governo para revertê-la”, informou Victoria no relato que fez ao fim de sua missão ao Brasil.

Entre as recomendações preliminares estão a proteção de lideranças indígenas e investigações sobre todos os assassinatos de indígenas, esforços para superar impasses e concluir as demarcações de terras, revisão dos cortes no Orçamento e fortalecimento da Fundação Nacional do Índio (Funai), além da garantia do direito dos indígenas de serem consultados previamente em relação a políticas, legislação e projetos que tenham impacto sobre seus direitos.

SÃO PAULO, São Paulo - O artista paulistano Marcelo Zocchio abre dia 19 de março sua primeira exposição individual na Pinacoteca do Estado de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que reunirá 25 obras entre séries fotográficas, objetos e registros de intervenções.

A partir da obra “Quadro, 2011”, adquirida pela Pina na última Assembleia de Patronos, a mostra destaca como os trabalhos do artista propõem uma discussão do estatuto da fotografia, ora explorando sua passagem para a tridimensionalidade, ora pondo em cheque seu efeito de veracidade e registro.

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Secretaria do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) abrem, neste domingo (20/3), a Semana da Água com atividades na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio. A programação, que vai das 10h às 13h, é comemorativa do Dia Mundial da Água (22 de Março), e inclui educação ambiental, música e vídeos.

Um dos destaques será a apresentação conjunta do Funk Verde do projeto Niterói Eco Cultural, que utiliza instrumentos fabricados a partir de resíduos, e da Orquestra de Violinos do Projeto Sou +1, de São Gonçalo, que reúne estudantes de 10 a 12 anos.

SÃO PAULO, São Paulo - O artista paulistano Marcelo Zocchio abre dia 19 de março sua primeira exposição individual na Pinacoteca do Estado de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que reunirá 25 obras entre séries fotográficas, objetos e registros de intervenções.

A partir da obra “Quadro, 2011”, adquirida pela Pina na última Assembleia de Patronos, a mostra destaca como os trabalhos do artista propõem uma discussão do estatuto da fotografia, ora explorando sua passagem para a tridimensionalidade, ora pondo em cheque seu efeito de veracidade e registro.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31