BRASIL, Rio de Janeiro - A Universidade Federal Fluminense (UFF) inaugurou na terça-feira, 28 de agosto, uma sede do Instituto Confúcio em Niterói, para estreitar os vínculos entre a universidade e a China.

Essa história começou em 2017, quando o reitor da UFF, Sidney Mello, fez viagens para diversos países europeus e asiáticos, incluindo a China, onde assinou um acordo com a Hebei Normal University, que possibilitou a vinda do instituto para Niterói. Dessa forma, a cidade passa a ser o nono município brasileiro a sediar um Instituto Confúcio.

Com a inauguração, a UFF passará a fazer parte de uma rede internacional de instituições que difundem a língua chinesa e estimulam a relação cultural e acadêmica do país. O evento contou com a presença do professor Evandro Menezes de Carvalho, que fez uma palestra sobre as relações Brasil-China, além de apresentações de artes chinesas como balé, Kung Fu e caligrafia.

Os cursos de chinês oferecidos pela universidade por meio do Programa de Línguas Estrangeiras Modernas (Prolem) e do Programa de Universalização de Línguas Estrangeiras (Pule) migraram para o Instituto Confúcio, que passa a ter um Centro de Línguas, com quatro turmas destinadas a moradores de Niterói e dos municípios vizinhos – como São Gonçalo, Maricá, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim –, bem como alunos, professores e servidores da UFF.

O Instituto Confúcio fica localizado no andar térreo do Bloco A, também à Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, s/nº, no campuse do Gragoatá.

Fonte: Faperj

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31