BRASIL, Belo Horizonte - A vice-reitora Sandra Goulart Almeida e os professores Fábio Alves, diretor de Relações Internacionais, e Luiz Carlos Villalta, do Departamento de História, vão representar a UFMG na Conferência Mundial de Humanidades, que será realizada a partir deste domingo, 6, em Liège (Bélgica).

A missão da UFMG vai apresentar relato sobre o evento preparatório Conferência internacional sul-americana: territorialidades e humanidades, realizado na UFMG em outubro de 2016. Além disso, os professores terão participações individuais em sessões plenárias e mesas-redondas, tendo a vice-reitora sido convidada pelos organizadores a realizar palestra acadêmica em mesa sobre diversidade cultural.

O documento final da Conferência, que termina no dia 12, será adotado no painel ministerial do World Humanist Congress 2017 (WHC) e levado em consideração pela 39ª Sessão da Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em novembro deste ano. Com o tema Uma nova agenda de humanidades para o século 21, a carta tem o objetivo de contribuir ativamente para a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável, a partir de abordagem específica e das competências das humanidades.

Protagonismo
A UFMG foi escolhida pela Unesco – por meio de seu Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas (CIPSH) – para sediar a prévia sul-americana da conferência global. De acordo com a vice-reitora, essa escolha se deu em razão de a Universidade atuar como protagonista em Minas Gerais e no Brasil, assim como outras universidades do estado, nos debates sobre desenvolvimento sustentável e diversidade.

“Essas duas temáticas, centrais das reflexões e debates das conferências preparatórias e também da Conferência Mundial de Humanidades, são temas muito caros à nossa Universidade. A UFMG tem se articulado na reflexão desses temas a partir de uma interação entre as áreas do conhecimento”, esclarece Sandra Goulart, que presidiu o Comitê Científico do evento realizado na UFMG.

Diante dos problemas contemporâneos, o objetivo dos eventos é refundar o campo das ciências humanas, aprofundando sua dimensão transdisciplinar, de forma a retomar o seu papel de protagonista na busca por soluções para os problemas da sociedade contemporânea.

“A reflexão sobre o lugar que as humanidades devem ocupar no cenário científico contemporâneo é muito importante. A conferência regional, realizada na UFMG, foi muito significativa e gerou impactos positivos nas discussões dentro da Universidade. Mas acredito que também apresentamos contribuições para o debate em nível mundial", salienta a vice-reitora.

Na prévia sul-americana do evento global, pesquisadores de instituições de oito países – Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Estados Unidos, Peru, Portugal e Uruguai –, além de personalidades que atuam no campo pragmático das ciências humanas, participaram da programação.

Relato
Em sessão plenária na manhã desta segunda-feira, 7, a vice-reitora e o professor Luiz Carlos Villalta, que presidiu o conselho consultivo da conferência preparatória, apresentarão o resultado do evento realizada no UFMG.

Também participam da sessão Reports from the preparatory conferences o secretário-geral do Conselho Internacional para Filosofia e Ciências Humanas (CIPSH) da Unesco, Luiz Oosterbeek, e relatores de outros eventos preparatórios, como Xiaochun Sun, do International Conference of Beijing, e Adama Samassékou, da African Conference of Bamako.

Villalta participará ainda de mesa-redonda com o tema La Conférence Internationale Sud-Américaine Territorialités et Humanités, réalisée à Belo Horizonte, Brésil, en 2016: des académiciens et des représentants des mouvements sociaux en dialogue. Em outra sessão – Global history of humankind –, coordenada por Luiz Oosterbeek e Ali Moussa Iyé, Luiz Carlos Villalta fará o relato A Latin-American perspective.

O diretor de Relações Internacionais da UFMG, Fábio Alves, fará a palestra Brazil Language diversity and multicultural identities in 21 century Brazil: a critical reflection and a plea towards more inclusive policies.

Outros docentes da UFMG submeteram individualmente à organização do WHC propostas de participação. A programação completa pode ser conferida na internet.

Fonte: UFMG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31