BRASIL, Rio de Janeiro - Com o objetivo de fazer com que sejamos bem vistos como um país atrativo para os negócios, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) lançaram, nesta segunda-feira (22), na Casa Brasil, a nova estratégia de promoção dos negócios brasileiros no exterior, baseada no conceito "Be Brasil" (Seja Brasil).

O conceito será usado nas ações da Apex-Brasil e em uma ampla campanha de comunicação no país e no exterior que utilizará, de forma integrada, ferramentas de relações públicas e assessoria de imprensa, eventos, marketing, mídias sociais e publicidade.  O objetivo é reforçar a credibilidade do Brasil como parceiro de negócios, utilizando o conceito Be Brasil como chave para a divulgação de histórias de sucesso e oportunidades de negócios, tanto para o relacionamento comercial quanto para a atração de investimentos estrangeiros diretos para o país.

A estratégia se apoia nos resultados de diversas pesquisas realizadas nos últimos anos a respeito da percepção geral do estrangeiro sobre o Brasil, que indicam ser o país bem visto por conta da sua simpatia e riqueza de recursos naturais, mas identificam que os aspectos positivos de se fazer negócios com o Brasil ainda são pouco reconhecidos.

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, presente ao evento, comentou que "a cultura tem aspectos antropológicos e sociológicos e, por isso, não pode ser tratada como uma mercadoria, mas é importante pensar no seu impacto econômico" , ao lembrar o enorme potencial da economia da cultura no Brasil.
 
Calero comemorou o reconhecimento daquilo que ele tem apontado como "maior ativo nacional", que é a cultura que – para além da criação artística, mas que também a contempla – torna o Brasil brasileiro. "Nosso modo de fazer, de nos relacionarmos, nossa criatividade, nossa capacidade de resiliência são atributos que, agora, poderão resultar em valor, poderão retornar em negócios".

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, apontou três eixos característicos da brasilidade: a sustentabilidade, a criatividade e a inovação. E, no que diz respeito à criatividade, citou a música, o audiovisual, as artes plásticas, a arquitetura, entre outros, como setores em que o Brasil se destaca e que o produto nacional tem altíssima qualidade.

"Estamos hoje num mundo em que a competição é árdua e não se faz nada com êxito sem uma visão estratégica. Uma das prioridades do Governo Federal é a ênfase na abertura duradoura de novos mercados, na agenda que vai atrair novos investimentos", disse José Serra.

O secretário executivo do Programa de Parcerias e Investimentos da Presidência da República, Moreira Franco, ressaltou que é necessário um esforço para mostrar a capacidade de inovação e realização do brasileiro: "É indispensável que faça esse trabalho no mundo. É preciso garantir que a produtividade que temos não se perca".

Para o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, o momento especial em que o foco da atenção global está sobre o país é propício para o lançamento da campanha de reposicionamento do Brasil no mercado internacional.

"O Brasil é percebido como um país amigável mas a imagem dos negócios ainda sofre um pouco. A nova plataforma é flexível e agregadora. Pode acomodar exportações, investimentos ou muito mais. A Apex começa hoje esse movimento que requer esforço conjunto e será sustentado ao longo dos anos", afirmou.
 
Fonte: MinC (com informações da Apex-Brasil e Casa Brasil)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31