DISTRITO FEDERAL, Brasília - A exposição "Triangular: arte deste século" será aberta a visitação dia 7 de dezembro na Casa Niemeyer.

Em dezembro a Casa Niemeyer receberá a exposição "Triangular: arte deste século - Aquisições recentes para o acervo da Casa da Cultura da América Latina da Universidade de Brasília". A exposição celebrará as novas aquisições de arte contemporânea da Universidade de Brasília - UnB e contará com obras de cerca de 100 artistas de todo o Brasil. Entre os nomes já confirmados estão: Ana Teixeira (MG), Aline Motta (RJ), Bárbara Wagner (DF), Dalton Paula (GO), Danielle Fonseca (PA), Denilson Baniwa (AM), Gê Orthof (DF), Grupo Contrafilé (SP), Guerreiro do Divino Amor (RJ), Helô Sanvoy (GO), João Castilho (MG), Juliana Notari (PE), Laercio Redondo (RJ), Lyz Parayzo (SP), Marcelo Silveira (PE) e Sérgio Sister (SP).

Os artistas presentes na mostra estão entre os mais reconhecidos pelo cenário artístico nos últimos anos. Bárbara Wagner ocupou o pavilhão brasileiro da 58ª Bienal de Veneza, este ano; Denilson Baniwa será o representante brasileiro na 22ª Bienal de Sidney, Austrália, em 2020; Guerreiro do Divino Amor foi premiado com a Bolsa Pampulha (MG) e vencedor do Prêmio Pipa 2019; Lyz Parayzo participou de importantes mostras nacionais como 'Histórias da sexualidade' (Masp/SP) e 'Mulheres na coleção do MAR; e Dalton Paula foi integrante do 36º Panorama da Arte Brasileira e vencedor do 7º Prêmio Marcantonio Vilaça, entre outros.

A mostra, com entrada gratuita, abre dia 6 de dezembro, às 19h. A visitação segue até agosto de 2020. Durante esse período, serão realizadas diversas ativações com artistas, palestrantes e outros agentes culturais.

A Casa Niemeyer foi projetada pelo próprio Oscar Niemeyer para lhe servir de morada durante a construção de Brasília. Hoje pertence ao patrimônio da UnB e é associada à Casa da Cultura da América Latina – CAL, formando a Diretoria de Difusão Cultural da Universidade de Brasília.

Triangular - arte, educação e esforço coletivo
O título da exposição é inspirado na 'Abordagem Triangular' da professora Ana Mae Barbosa, aposentada pela Universidade de São Paulo e que também deu aulas na Universidade de Brasília. Referência na área de arte-educação, Ana Mae foi a primeira pesquisadora no Brasil a ter doutorado na área e a preocupar-se com a sistematização do ensino de Arte em museus do país. A abordagem teorizada por Ana Mae visa levar aluno e professor a refletirem de forma crítica sobre arte, assegurando uma aprendizagem que se baseia em três pilares: contextualização, apreciação e prática.

Aplicada à curadoria, que é assinada por Ana Avelar, curadora da Casa Niemeyer e professora de Teoria, Crítica e História da Arte na UnB, e Gisele Lima, curadora independente e ex-aluna do mesmo curso, o método de Ana Mae tem por objetivo ressaltar a importância do museu universitário dentro da sociedade contemporânea. "Os museus universitários oferecem – e são local privilegiado para isso – um espaço de formação oficial de curadores, críticos, museólogos, pesquisadores e outros agentes do meio artístico. São instituições fundamentais para a formação de qualquer estudante voltado às artes visuais, oferecendo uma experiência profissionalizante. Os alunos e alunas têm a oportunidade de discutir arte in loco, algo insubstituível para a formação deles e delas", explicou Avelar, que já foi responsável pela curadoria de importantes exposições em Brasília como 'Brasília Extemporânea', 'Quando formas se tornam relatos' e 'Detrito Federal'.

Para a curadora Gisele Lima, formada na UnB, a aquisição de acervos, a aberturas de exposições e a existência de um espaço museal da Universidade aprimoram a formação de profissionais e pesquisadores. "Encerrei minha graduação em Teoria, Crítica e História da Arte na UnB em 2016, naquela época não existiam projetos como esse, de pesquisa, montagem de acervo e curadoria. Senti falta desse tipo de estudo, pois ele possibilita a redescoberta de obras, a construção de novas leituras e contextos para a produção artística. Além da comunidade, que ganha uma exposição muito rica, pesquisadores e acadêmicos terão agora mais um espaço para ampliar suas pesquisas", afirma Lima.

As curadoras também destacaram o caráter colaborativo da Triangular. "Conseguimos a adesão de mais de 100 artistas nacionais em seis meses de trabalho. Dado o caráter educativo da ação -- as obras farão parte do acervo de uma universidade federal --, os artistas se dispuseram a realizar doações e colaborar para construção deste acervo de arte contemporânea brasileira recente que certamente estará entre os mais representativos do país", destacou Ana Avelar. A coleção estará disponível no site acervocal.unb.br em breve e poderá ser consultado gratuitamente.

Com a exposição e aquisição das obras que farão parte da mostra, a Casa da Cultura da América Latina e a Casa Niemeyer constituirão o principal braço de arte contemporânea da Universidade de Brasília, possibilitando que toda a comunidade tenha acesso às obras e fomentando a pesquisa acadêmica no campo da produção artística brasileira realizada neste século. A exposição contará com uma grande variedade de suportes como vídeos, intervenções, performances, tridimensionais, histórias em quadrinhos, desenhos e pinturas. Todas as obras apresentadas integrarão a coleção Triangular: arte deste século.

Serviço
Triangular: arte deste século - Aquisições recentes para o acervo da Casa da Cultura da América Latina da Universidade de Brasília
Vernissage: 06 de dezembro de 2019, 19h
Abertura ao público: 07 de dezembro de 2019
Local: Casa Niemeyer. SMPW 26 Conjunto 03 Casa 07 – Park Way, Brasília – DF

Mais informações
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: (61) 98483-2284 / Samara Correia
Redes sociais: Instagram: @casaniemeyer / Facebook: @unb.casaniemeyer

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31