MINAS GERAIS, Belo Horizonte - O projeto Pão e Poesia, da biblioteca comunitária Borrachalioteca, que conta com parceria da Biblioteca Universitária, distribui, desde junho, em padarias de Sabará, embalagens de papel com poemas.

O objetivo é fomentar a produção literária e artística local e atrair novos leitores para a Borrachalioteca, que conta atualmente com mais de 10 mil livros para empréstimo.

O Sistema de Bibliotecas da UFMG firmou a parceria com o Pão e Poesia – criado em 2008 por Diovani Mendonça – há pouco mais de dois anos. Nesta segunda edição do projeto, foram produzidas 40 mil embalagens com textos de 20 poetas de Sabará e de outras cidades mineiras.

“Para o Sistema de Bibliotecas, é interessante participar de projetos de cunho social como esse, cuja importância é reconhecida nacionalmente”, comentam Wellington Marçal e Anália Gandini, gestores da Biblioteca Universitária (BU). Eles acrescentam que sua plataforma de trabalho incluía a aproximação do Sistema de Bibliotecas da UFMG com iniciativas de bibliotecas comunitárias em Minas Gerais. Além da Borrachalioteca, a BU apoia instituições de outros municípios do país.

Para apoiar o projeto Pão e Poesia, foram utilizados recursos remanescentes do Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU), realizado em Belo Horizonte no final de 2014. “Além do suporte financeiro que recebemos para o projeto, o know-how do Sistema de Bibliotecas da UFMG tem sido fundamental para a Borrachalioteca no desenvolvimento de suas ações”, enfatiza Marcos Túlio Damascena, que criou a Borrachalioteca, em 2002, no interior de uma borracharia em Sabará. Hoje, a iniciativa conta com quatro unidades, uma delas em um presídio.

Fonte: UFMG e Comunicação da Biblioteca Universitária

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31