SÃO PAULO, São Paulo - Após um processo completo de restauro realizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo com um investimento de R$ 10,6 milhões, a Cadeia Velha de Santos abrigará novamente a sede e as atividades da Oficina Cultural Pagu, gerenciada pela organização social POIESIS.

Com essa transferência, a Pagu deixará o atual endereço, na Rua Espírito Santo, 17. O retorno acontecerá por etapas e o espaço já foi aberto ao público no dia 1º de agosto.

No segundo semestre deste ano entrarão em funcionamento as áreas de coordenação (administração, técnica e programação) e o espaço de Cultura Digital e Multimeios, além de duas áreas destinadas às artes cênicas (dança, teatro e circo) e um ateliê para artes visuais. Está prevista ainda a implantação do auditório multiuso e de galerias para artes visuais, na área denominada Sala Plínio Marcos. Até o final do primeiro semestre de 2017, o espaço ganhará equipamentos e acervos multimídias referentes à sua história e de Patrícia Galvão, musa modernista que dá nome à Oficina.

Inicialmente, serão oferecidas oficinas ligadas à literatura, fotografia e cinema. A Oficina já tem agendadas parcerias com a Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo, Secretaria Municipal de Cultural de Santos, eventos como os festivais de Teatro (Festa), Internacional Mirada de Teatro (Sesc), Curta Santos (em setembro) e o Valongo Internacional de Imagens (outubro).

Além disso, um conselho consultivo integrado por oito pessoas ampliará a participação popular, contribuindo no planejamento das ações culturais. Ele será composto por representantes das seguintes instituições: Secretaria da Cultura do Estado; Secretaria Municipal da Cultura de Santos; Oficinas Culturais; Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos (Condepasa), do Conselho Municipal de Cultura de Santos (Concult), Câmara Temática de Cultura do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb) e da Câmara Setorial de Instituições de Ensino da Associação Comercial de Santos. A coordenação do conselho será realizada pela direção do programa Oficinas Culturais.

Com mais de 2 mil m² de área construída, todos os espaços do térreo e do piso superior da Cadeia Velha foram recuperados, assim como fachadas, esquadrias e pinturas ornamentais. A obra contou também com a adaptação de todas as áreas para acessibilidade, além da implantação de um elevador para acesso ao pavimento superior e de todos os requisitos de segurança e de proteção contra incêndio.

Fonte: SEC SP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31