SÃO PAULO, São Paulo - Diretores Jorge Bodanzky e João Farkas ainda participarão de debate no dia 4/6 que será transmitido pelas plataformas do evento


Ruivaldo Nery de Andrade, pantaneiro que dá nome ao documentário (Crédito: Divulgação/João Farkas)

Depois de estrear internacionalmente em Bruxelas em setembro de 2019, ter sido apresentado em Corumbá (MS) e na capital paulista, o documentário “Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra”, que integra o portfólio de iniciativas do Documenta Pantanal e conta com direção de Jorge Bodanzky e João Farkas como codiretor, será o primeiro filme a ser exibido na programação on-line da Semana do Meio Ambiente da Mostra Ecofalante de Cinema, no dia 3/6, a partir das 19h30. Os diretores da obra ainda participarão de debate que será transmitido no dia 4/6, às 19h.

Após ser exibido, em março, durante o evento “Manifestos Para Adiar o Fim do Mundo”, o título ganha projeção na programação especial dedicada à Semana do Meio Ambiente (4 a 9 de junho), que antecipa a nona edição da Mostra Ecofalante de Cinema (6 a 19 de agosto). Os filmes selecionados – nacionais e estrangeiros – abordam questões ambientais contemporâneas urgentes, as quais serão discutidas por especialistas e outros cineastas em debates transmitidos ao vivo. De acordo com os organizadores, o evento, com entrada gratuita, tradicionalmente ocupa diversas salas e centros culturais da capital, mas devido à pandemia do coronavírus e compromissados em levar informação e entretenimento à população, todas as atividades ocorrerão inteiramente on-line.

De acordo com Bodanzky, ser convidado para esta mostra tem um significado especial: “Tenho uma relação de longa data com o Ecofalante, até porque em minha obra sempre abordei temas relacionados às questões ambientais”, diz, afirmando que levar “Ruivaldo” para esta edição é um privilégio, pois, de acordo com ele, a mostra é a maior do Brasil e, possivelmente, da América Latina. Vale mencionar que o diretor foi homenageado pelos organizadores do evento em 2015 e, dois anos depois, convidado para compor o júri para avaliação das produções nacionais.

Ainda em relação à participação do documentário no Ecofalante, a produtora e também uma das organizadoras do Documenta Pantanal, Mônica Guimarães, acrescenta: "Quando acabamos de filmar o ‘Ruivaldo’, pensei que seria ótimo vê-lo projetado numa sessão do Ecofalante, em uma sala de cinema e ver o espanto do público ao se deparar com um tema tão importante e ainda desconhecido de todos: o assoreamento dos rios no Pantanal. Ainda que de forma jamais pensada, cá estamos no Ecofalante. Nada mais oportuno refletir sobre o momento e sobre o Pantanal nessa Semana do Meio Ambiente e na plataforma desse tão importante festival ".

Sobre “Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra”
Produzido entre março de 2018 e agosto de 2019, “Ruivaldo” tem duração de 46 minutos e foi filmado em várias regiões do Pantanal de Mato Grosso do Sul. Nesses 17 meses foram realizadas seis viagens para pesquisas, entrevistas e tomadas aéreas com drone. No total, 44 profissionais estiveram envolvidos diretamente na produção, que utilizou aviões de pequeno porte, embarcações, carros e barco voadeira como meio de locomoção pelo extenso bioma.

O documentário integra uma série de ações da inciativa Documenta Pantanal, que irá promover, nos próximos meses, uma série de lançamentos. São trabalhos que registram esse ecossistema por meio de fotos, livros e filmes que trazem a assinatura de renomados profissionais, como Luciano Candisani, Araquém Alcântara e o chef Paulo Machado, além do próprio João Farkas, que é um dos organizadores do projeto.

Direção, fotografia e roteiro: Jorge Bodanzky
Codireção e fotos: João Farkas
Produção: Mônica Guimarães
Roteiro e edição: Bruna Callegari
Música original: Marcelo Pellegrini
Som direto: David Pennington
Operador de drone: Silas Ismael
Consultoria: Sandro Menezes Silva
Patrocínios: Lei de Incentivo à Cultura, Rodobens, Ultra e Klabin
Realização: Mog Produtora, Secretaria Especial da Cultura e Ministério da Cidadania

Documenta Pantanal
Registrar, documentar e valorizar a cultura e a natureza pantaneiras por meio da promoção de atividades em prol da difusão do conhecimento e da preservação. A partir dessa proposta, a iniciativa ‘Documenta Pantanal’, após um ano de atuação, reafirma seu papel de contribuir para o desenvolvimento de ações multimídias (exposições, livros, vídeos e documentários, por exemplo) que, mais do que celebrarem a beleza e a biodiversidade desse ecossistema, pretendem chamar a atenção da sociedade para a urgência em conhecer e preservar este patrimônio da Humanidade. Ao apoiar pesquisas, compartilhar conhecimentos científicos e manifestações tradicionais da cultura do Pantanal, o Documenta busca contribuir para a adoção e a valorização de uma visão de desenvolvimento sustentável na agricultura, na pecuária e no turismo de qualidade. A iniciativa reúne estudiosos, empresários, artistas e produtores para, em conjunto, alertar a sociedade para as questões primordiais desse bioma.
http://documentapantanal.com.br/
https://www.instagram.com/documentapantanal/
https://www.facebook.com/documentapantanal/

Participantes do ‘Documenta Pantanal’
Organização: João Farkas – Mônica Guimarães – Sandro Menezes Silva – Teresa Cristina Ralston Bracher
Acaia Pantanal – Associação Onçafari – Agrotools – Araquém Alcântara – Bichos de Pantanal – Cenap – ICMbio – Chef Paulo Machado – Editora Vento Leste – Embrapa Pantanal – Fazenda Barraco Alto – Aquidauana /MS – Fazenda Fazendinha – Aquidauana/MS – Fazenda Figueiral – Corumbá/MS – Fazenda Santa Tereza – Corumbá/MS – Fazenda São Camilo – Corumbá/MS – Fazenda São Francisco do Perigara – Barão de Melgaço/MT – Fazenda Vera Lúcia – Aquidauana/MS – Instituto Agwa – Instituto Arara Azul – Instituto Delta do Salobra – Instituto Homem Pantaneiro – Jorge Bodanzky – Lawrence Wahba – Lucia Barbosa Machado – Luciano Candisani – Márcia Hirota – Marina Klink – Marina Lutz – Maurício Copetti – Miguel Milano – Moinho Cultural de Corumbá – Onças do Rio Negro – Panthera Brasil – Porto São Pedro – Corumbá/MS – Raquel Machado – Rede Nacional Pro Unidades de Conservação – Refúgio Ecológico Caiman – Miranda/MS – RPCSA – Rede do Amolar – Silas Ismael – Sindicato Rural de Corumbá – SOS Pantanal – SOS Taquari

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31