DISTRITO FEDERAL, Brasília - O presidente em exercício Michel Temer vai anunciar a desistência de extinguir o Ministério da Cultura.

O pedido para que Temer voltasse atrás na decisão foi feito pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de quem o presidente interino vem tentando se aproximar.

Como a medida já foi anunciada no Diário Oficial da União, Renan lembrou a Temer que a alternativa para que o próprio Congresso recrie mexendo na MP da reforma administrativa.

O presidente do Senado argumentou que a extinção da pasta não tem impacto financeiro expressivo e que vem causando muita dor de cabeça ao governo, que completa uma semana nesta quinta-feira (12). 

Nos últimos dias, sedes do MinC em diferentes estados vêm sendo ocupadas por servidores como forma de protesto ao novo governo.

O ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho (DEM) foi vaiado em diversas ocasiões pelos servidores de ambas as pastas ao tentar dar explicações sobre a fusão das áreas.

Fonte: JB online

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31