MINAS GERAIS, Belo Horizonte - O trabalho de Helena Antipoff e o centenário da revolução russa serão lembrados em encontro no próximo mês, na sede da fundação que leva o nome da educadora e psicóloga, em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

No evento, que tem o Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG entre os organizadores, pesquisadores da Universidade receberão a visita da historiadora Marina Sorokina, curadora da coleção latino-americana do Centro Alexander Solzenitcyn de Estudos da Diáspora Russa, localizado em Moscou, capital daquele país.

Sorokina ministrará a conferência Experiências de Helena Antipoff em psicologia e educação na Rússia Soviética a partir de arquivos russos, na qual abordará os resultados de suas pesquisas sobre a atuação de Antipoff em instituições de pesquisa em psicologia e educação e em abrigos para crianças abandonadas e em risco social mantidos na Rússia na época da Revolução de 1917.

Em sua visita ao Brasil, a pesquisadora coletará materiais e depoimentos sobre Antipoff para exposição sobre sua vida e obra no Museu da Diáspora Russa, que será inaugurado em Moscou, em 2018, com a colaboração do Centro de Documentação e Pesquisa Helena Antipoff e da Fundação Helena Antipoff.

Também participará do evento a professora e pesquisadora Zoia Prestes, que compartilhará seus conhecimentos sobre a psicologia soviética e a obra do psicólogo e professor de literatura bielorrusso Lev Vygotski.

Inscrições
Trabalhos nas áreas de psicologia e educação serão apresentados durante o evento, agendado para os dias 17 e 18 de abril. As propostas de comunicação devem ser encaminhadas até a próxima sexta-feira, dia 10, para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As instruções para submissão estão disponíveis neste documento.

As inscrições poderão ser feitas no local. Ouvintes pagarão R$10, estudantes de graduação ou de pós-graduação que apresentarão trabalhos, R$ 40, e profissionais, R$ 50.

Conheça a programação do 35º Encontro Anual Helena Antipoff. Mais informações estão disponíveis no site da Fundação.

A educadora
Nascida em Grodno, na Rússia, em 1892, Helena Antipoff estudou psicologia e educação em Paris (1908-1912) e Genebra (1912-1914). Em 1929, veio para o Brasil a convite do governo mineiro para dirigir o Laboratório de Psicologia da Escola de Aperfeiçoamento de Professores de Belo Horizonte, um dos primeiros instalados no país, e colaborar na implantação da Reforma de Ensino Francisco Campos, inspirada nos ideais da Escola Nova.

Desde então, radicou-se no país e desenvolveu extenso trabalho de pesquisa em áreas como psicologia experimental, fundamentos da educação, educação de excepcionais e educação rural. Ela fundou a Sociedade Pestalozzi – dedicada à educação de excepcionais – e a cadeira de Psicologia da Educação na UFMG. Morreu em 1974, em Ibirité, onde fica a sede da Fundação Helena Antipoff.

Fonte: UFMG (com informações do Centro de Documentação e Pesquisa Helena Antipoff)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31