BAHIA, Salvador - O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) está com quatro exposições simultâneas neste verão que se inicia oficialmente amanhã (21).

A mostra “Só Cabeças” está no casarão até 20 de fevereiro. Já a capela do século XVIII, hoje espaço expositivo, está com a elogiada exposição “Hiperfotos-Salvador” até 29 de janeiro, enquanto a Galeria 3 apresenta “Tertúlias Visuais” com o resultado das Oficinas do museu. Por fim, o “Acervo do MAM-BA em Memórias Bordadas” é o destaque na Galeria Subsolo até 8 de janeiro.

Os interessados em conferir as exposições podem visitar os espaços de terça a domingo, das 13h às 18h, e entrada é gratuita. Especialmente neste final de ano, em função das festas, o MAM fecha nos dois finais de semana (24 e 25/12; 31/12 e 1º/01). Mas atenção para o horário de visitas nos dias 28, 29 e 30, que passa a ser de 10h às 15h, em função dos shows de Réveillon que acontecem no Comércio. Visitas dirigidas são pré-agendadas. Para mais informações ligar nos telefones (71) 3116-877 e 3116-8007.

“O MAM é um dos principais pontos de visitação em Salvador; além da peculiaridade arquitetônico-histórica dos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, esse importante centro cultural mantém agora exposições constantes e gratuitas abertas a estudantes, pesquisadores e ao público em geral”, afirma o diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), João Carlos de Oliveira. O museu mantém ainda atividades sócioeducativas e grandes eventos como a JAM no MAM que tem apoio do governo estadual. Os principais museus baianos, como o MAM, Palacete das Artes, Museu de Arte (MAB), Solar Ferrão e outros, são administrados pelo IPAC.

Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC)
Autarquia do Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Cultura (SecultBA), o IPAC coordena atualmente a proteção de 186 bens culturais na Bahia, sendo 100 em caráter definitivo e dois perímetros urbanos. Em 2017 o IPAC completará 50 anos de serviços prestados à história, à memória e à sociedade da Bahia, sendo referência no Brasil como órgão pioneiro no país em defesa dos bens culturais materiais e imateriais.

Fonte: IPAC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31