URUGUAI, Montevidéo - No dia 29 de março estreia no Uruguai uma das maiores exposições de obras do gênio da arte moderna provenientes dos Museus Picasso de Paris e Barcelona.

Foto: divulgação

Os uruguaios e visitantes poderão conferir mais de 40 peças inéditas expostas no Museo Nacional de Artes Visuales, em Montevidéu. A última vez em que o museu recebeu uma exposição do artista foi em 1973, quando chegou à capital a sua mostra de gravuras.

A megaexposição chega ao país no âmbito do programa Picasso para o mundo, no qual o Uruguai é o único país latino-americano a receber as pinturas e esculturas de Pablo, que retornarão à França no início de julho.

A iniciativa, que partiu de Laurent Le Bon - presidente do Musée National Picasso sob a curadoria de Emannuel Guigon - diretor do Museu Picasso de Barcelona e patrocínio da embaixada da França no país, apresentará 42 obras de diversos períodos da carreira do gênio, sendo 26 pinturas, sete esculturas, quatro cerâmicas, três desenhos, uma aquarela, uma gravura e três fotografias.

Dentre os trabalhos destacam-se:
Buste (étude pour Les demoiselles d´Avignon) primavera 1907;
Bouteille d´anis del Mono et compotier avec grappe de raisin, otoño de 1915;
Le Baiser, verano 1925;
Téte de femme 1931-1932;
Téte de femme 1931-1932;
Buste de femme au chapeau, 9 de junio de 1941;
Céramique chouette 30 de diciembre de 1949;
Las Meninas (maría Agustina Sarmiento), Cannes, 9 de octubre de 1957;
Musicien.

"O Uruguai ressoa na obra de Pablo Picasso através da figura de Joaquín Torres García, pintor uruguaio radicado em Barcelona desde 1882 e que frequentava os mesmos lugares e os mesmos círculos artísticos de Picasso", explica Laurent Le Bon. Picasso, no Uruguai, será de grande atração para toda a região.

Relação Picasso e Uruguai
Páez Vilaró, artista uruguaio e criador da Casapueblo – importante ponto turístico localizado em Punta Del Este - num de seus livros, afirma que por generosidade o artista lhe brindou a amizade, a atenção a seus trabalhos e edição de alguns livros editado por suas próprias mãos, o interesse pela arte River Plate terminou por impressionar lhe.

Do encontro, Vilaró trouxe uma série de cerâmicas que o espanhol lhe presenteou. De um total de 27, das quais ele só precisava pagar o esmalte e o cozimento; seis estão em exposição na Casapueblo. Picasso também foi companheiro de Torres Garcia, pintor, desenhista, escultor e escritor uruguaio, que conquistou renome internacional. Em um dos momentos de suas vidas foram alunos da escola de belas artes de Barcelona. Próximo à sala de Picasso, estará também uma exposição das obras de Garcia, inclusive algumas cartas direcionadas ao artista assinadas por Picasso.

Segundo Enrique Aguerre – diretor do Museu Nacional de Artes Visuais, em entrevista para o jornal El País, do Uruguai, “não existe pintor do século XX que não tenha Picasso como referência, ou carregue certa aversão ao gênio da arte moderna". O mundo olhou para Picasso e agora suas obras, que viajaram pelo mundo, mais para o norte do que para o sul, chegarão ao Museu Nacional de Artes Visuais no Uruguai. Exposições de gravuras e desenhos já foram feitas, explicou o diretor ao jornal uruguaio. Mas esta será a primeira vez que as pinturas de Picasso tocarão as terras de Torres Garcia e Carlos Paez Vilaró.

Aguerre ainda não pode dar títulos, mas, ele disse, "essas são obras das mais conhecidas”. Uma das peculiaridades do Museu Picasso de Paris é que este é o único museu Picasso do mundo que tem obras de todos os períodos. Então haverá rosas, blues, cubismo e, além disso, e será feita uma correspondência entre o trabalho de Torres e Picasso. "É o que permite o privilégio de ter um professor como esse", acrescentou Aguerre.

Gustavo Fernández Cabrera, artista visual, comunicador e professor, avançou nos pontos de vista da Rádio Uruguai, como será a exposição que faz parte do programa Picasso Mundo, uma iniciativa que surgiu do Musée National Picasso-Paris, através de Laurent Le Bon.

Vale muito a pena para o turista que estiver pela capital durante o período, pois será testemunha de obras que muitos nunca tiveram o privilégio de se aproximar, servindo como excelente dica ao turista que estiver por Montevidéu nesse período.

Serviço
Período: 29/3 a 30/6 de 2019
Horário: de terça a domingo, das 10:00 às 20:00.
Ingressos: $U 250
Local: Tomás Giribaldi 2283, Parque Rodó, Montevidéu
Mais informações no link: http://mnav.gub.uy/cms.php

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31