MÉXICO, Cidade do México - A Cidade do México se prepara para receber nesta sexta-feira (2) o famoso desfile do 'Dia dos Mortos', uma das mais importantes festas da cultura local e que homenageia os entes queridos que já faleceram.

Foto: divulgação

Antes mesmo de o país ser colonizado, os indígenas dedicavam um mês inteiro aos mortos. Os espanhóis perceberam aquele costume e mudaram a celebração para que coincidisse com o Dia de Todos os Santos (1º) e o Dia dos Finados (2) do calendário católico.

Hoje a festa mistura tradições indígenas com crenças cristãs e se popularizou até por outros países. Ao contrário do Dia dos Finados no Brasil, o Dia dos Mortos é uma festa animada e divertida, com desfiles alegóricos, milhares de pessoas vestidas de caveira, endossando máscaras e acendendo velas pelas ruas das cidades. A ideia é que as pessoas que já morreram sejam celebradas para que nunca sejam esquecidas.

O Dia dos Mortos foi tombado pela Unesco em 2003 como Patrimônio Imaterial da Humanidade. O estilo mexicano chegou também à Europa, e em Praga, na República Tcheca, muitos vão às ruas e distribuem caveiras de açúcar e máscaras, sempre com apoio da embaixada mexicana. Já nos Estados Unidos, onde há uma grande comunidade hispânica, o dia é fortemente celebrado, tanto da forma mais tradicional quanto de maneira adaptada. A celebração norte-americana é feita já nesta quarta-feira (31), para que coincida com o Halloween.

No México, os festejos já começam a ser preparados nesta quarta, para que coincidam com as datas católicas. Em 1º de novembro também é celebrado o "Dia dos Inocentes", que lembra as crianças que partiram. No Brasil, o Memorial da América Latina, em São Paulo, recebeu no último fim de semana um festival de cultura mexicana pelo Dia dos Mortos, no qual os visitantes puderam acompanhar exibições de música, luta livre e participar de concursos de fantasia.

Já no Rio de Janeiro, o Parque das Ruínas receberá a 2ª edição do Festival do Dia dos Mortos, que celebrará a vida e a morte com música e dança, no estilo mexicano. Entretanto, por aqui o mais comum ainda é que as pessoas visitem os cemitérios para orar por seus entes falecidos.

Fonte: Agência ANSA e JB

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31