SÃO PAULO, São Paulo - A escritora paraense Olga Savary faleceu na última sexta (15), aos 86 anos, em decorrência de complicações derivadas do novo coronavírus.


Foto: Divulgação/ Publishnews

Poeta, romancista, jornalista, tradutora e feminista, Olga foi a primeira mulher a publicar uma coletânea de poemas eróticos no Brasil, em 1982. Em 1971, ganhou o prêmio Jabuti com Espelho provisório, em 1977, o Prêmio de Poesia da Associação Paulista de Críticos de Arte, por Sumidouro e em 1987, o Prêmio Artur Sales de Poesia, por Berço esplêndido. Era admirada por Carlos Drummond de Andrade e amiga de Ferreira Gullar. Traduziu também obras de grandes nomes da literatura latino-americana como Júlio Cortázar, Jorge Luis Borges, Pablo Neruda, Mario Vargas Llosa e Carlos Fuentes.

Fonte: Publishnews

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31